Chalé de Hades ☠

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Sab 7 Dez 2013 - 22:39



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Treinos e mais treinos. Eu estava ficando maluco, de verdade. Isabelle havia tentado me convencer a enfrentar outro round com ela após o treino de armas diversas, o mesmo lecionado por Brooke – minha meio-irmã -, mas dispensei a possibilidade de ser surrado novamente. Meu corpo todo doía, mesmo após ter visitado a enfermaria, e os hematomas tinham aquele aspecto amarelado. Passei na floresta negra antes de ir ao chalé, pois Thor ficava realmente irritado se eu não aparecesse vez ou outra para visitá-lo. Nunca pensei que isso fosse possível, mas os cães infernais eram mesmo sentimentais, muito embora sua natureza fosse sanguinolenta. O mastim negro era duas vezes maior do que eu, pesava toneladas a mais, e mesmo assim ainda abanava o rabo quando eu coçava atrás de suas orelhas. Era mesmo difícil de entender. Só consegui me livrar de Thor após lhe prometer novas visitas, estas sendo ainda àquela noite – E então você pode caçar algo, garotão. – Pior do que político. Poucos campistas se limitaram a me lançar um olhar quando tornei ao trajeto pavimentado que levava ao chalé. Esse é o lado bom de ser filho de Hades, sabe? Geralmente as pessoas lhe ignoram e você retribui isso sem problemas.

Tratei logo de tomar um banho quando finalmente cheguei ao chalé. Minhas calças estavam sujas de terra e a camiseta seguia o mesmo estilo. Embora muitos tivessem curiosidade quanto à aparência interna do chalé XIII, devo dizer-lhes que não tinha nada de muito interessante. A decoração se baseava em dois tons: o vermelho sangue e o preto. Tendo tomado o banho, saí do banheiro já vestido, contudo não tinha colocado a camiseta ainda. Minhas camisetas estavam, digamos, em extinção. Thor havia rasgado a maioria, o restante se perdia nos treinos e eu ainda me recusava a ter de usar a que era entregue por Dionísio. Tantas filhas de Afrodite no acampamento e mesmo assim a camiseta laranja berrante continuava a ser imposta a todos. Era uma droga. Não fazia muito diferença o que vestisse no chalé, até porque a maior parte de meus irmãos passava boa parte do dia longe dali. Seria por medo dos quadros nas paredes? Nunca descobri.  Despreocupado, joguei-me sobre o sofá em forma de meia lua e fiquei deitado ali, as mãos entrelaçadas abaixo da cabeça como se fossem um travesseiro. Preguiçoso? Nem um pouco.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Ter 21 Jan 2014 - 16:51


I'm wired a different way

Havia acabado de sair banho e me dirigia até minha cama, que era onde eu deixava uma das mochilas com roupas. -  Eu não tinha deixado aqui, cara? Onde diabos foi parar?  - Resmunguei baixo. Tinha certeza que a roupa que separei - o que significa achar qualquer roupa na mochila - estava em cima da cama. Acabei por pegar novamente a primeira roupa que achasse na mochila. Por mais que não gostasse muito, eu não ia passar um milênio procurando uma roupa só para ficar em um lugar onde vejo as mesmas caras sempre. Depois de me vestir, deitei na cama e por azar, Max chegara. Por que ele não pode ficar longe, só para variar um pouco? O garoto saiu falando um monte de coisas e acabou por deitar na minha cama junto comigo e me abraçar. - Se não tirar os braços de mim, vou enfiar eles em um lugar nada legal, Maxwell. - Disse, mal humorada. Ele tirou a mão e eu levantei. Meu irmãozinho teve a brilhante ideia de falar da minha roupa e minha opção foi sair do chalé antes que desfigurasse a cara dele. Não foi lá a melhor opção, já que as pessoas ficaram me olhando. - Dudes, vocês nunca me viram não, é? - Reclamei, revirando os olhos. Comecei a andar e ouvi Max me gritando e indo atrás de mim, então comecei a correr também e entrei na primeira porta que achei.

- Com certeza eu não estou em uma dos lugares "públicos" do acampamento. - Comentei baixo, olhando ao redor. Com certeza era mais bonito e arrumado que o meu. Não reconhecia o lugar e tinha certeza que nunca havia estado lá. Voltei a olhar ao redor encontrei Hunter, deitado em um sofá. Concluí que aquele era o chalé de Hades, o que significava que eu realmente não deveria estar lá, mas eu não ligava. Me aproximei do sofá e só então reparei que ele estava sem blusa. Senti me rosto ficar vermelho e tinha certeza que estava parecendo um tomate. Virei o rosto e comecei a roer o canto do dedo. - Você sempre fica sem camisa no chalé? - Perguntei, rindo a fim de não parecer tão envergonhada. Não adiantava muito, mas fazia o que podia.


Off: Post com o Hunterzinho, obg dnd -q Não me matem -q



Post: #001
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Qua 22 Jan 2014 - 13:58



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

O silêncio reinava. Eu era, pelo visto, a única alma viva naquele chalé. Até soava irônico falar em almas quando era filho de Hades. E falando em ironia... Muitos diriam que eu e ela tínhamos certas semelhanças, pois eu também não fazia o “tipo” de pessoa que se espera que seja prole do deus do submundo. Mas o que eles queriam? Um gótico estranho e psicótico que iria assustar todo mundo? Preferia não o ser, afinal era comum que se afastassem de mim sem que eu precisasse fazer esforço. Eu ficava bastante distraído quando começava a pensar nas coisas, principalmente se estas coisas tivessem relação com a minha vida, mas só um surdo ou cego não teria notado quando a porta do chalé foi quase que chutada ao se abrir e dar passagem a uma garota esguia e de cabelos escuros. Thereza. Reconheceria aquele rosto em qualquer canto, e mesmo assim não havia como não saber que era a filha de Ares que resmungava ao dar as costas à porta. Então ela deve ter percebido que não estava sozinha. Devo admitir que tenha sido uma cena engraçada, mas também intrigante. Arqueei as sobrancelhas, não me dava ao luxo de mover um músculo sequer ou coisa tipo, e não era nenhum crime está sem camiseta em seu chalé. Tessa ficou olhando por algum tempo, talvez apreensiva, e o rubor finalmente se pronunciou em suas bochechas. Admito que isso também foi engraçado. Ela virou o rosto e assim ficou, os dedos próximos a boca, até que fez uma piadinha a respeito de eu ficar sempre sem camiseta no chalé. Acompanhei seu riso, divertido pelo constrangimento que a garota tentava esconder tão avidamente – Ás vezes. – Respondi ao comentário da garota, depois encolhi os ombros – Mas não acho que você se incomode. – Disse e dei uma piscadela em sua direção, alheio ao fato de que talvez o comentário a deixasse ainda mais embaraçada.

Fazia certo tempo que não nos víamos, a filha de Ares e eu, por isso fiz o esforço de abandonar a comodidade do sofá e ficar de pé. A camiseta estava jogada no outro sofá, longe o bastante para que fosse ignorada por algum tempo – Não vou abusar de você. – Retruquei ao erguer ambas as mãos em um sinal de paz e sorrir, muito embora o comentário fosse mais irônico/malicioso do que realmente sincero. Nós não namorávamos, quer dizer, ainda não, mas eu pretendia fazer o pedido em uma hora ou outra. Já estávamos juntos há algum tempo, certo? Então fazia sentido, além de que aquela birrenta em questão conseguia me ter sem grandes esforços. Já estando próximo a Tessa, olhei-a com o mesmo sorriso ligeiramente sacana e passei um braço por sua cintura enquanto inclinava o rosto em direção a sua orelha – Só se quiser. – Segredei, brincalhão, e depois recuei o rosto. Tinha herdado o charme de pai, claro, só que não - O que te trás da minha humilde residência?

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Qui 23 Jan 2014 - 19:04


I'm wired a different way

Juro por tudo que é mais sagrado que não me lembrava do lado “sacana” de Hunter. Talvez nunca tivesse sido apresentado a mim, mas não significa que eu não goste. Revirei os olhos, sorrindo de canto ainda sem virar de frente para ele. Eu poderia aprender como ter esse lado dele na maioria das vezes, talvez o tempo todo. Ou talvez fizesse visitas mais frequentes ao chalé de Hades. Era uma boa opção. Ele só saía daquele lugar para treinar ou era arrastado quando eu ou Isabelle o chamávamos. É, acho que passaria a frequentar mais tal chalé e ninguém precisa saber disso. Se descobrissem, eu realmente não me importaria de não ser mais conselheira ou coisa do tipo, então não faria a mínima diferença. O filho de Hades comentou algo sobre não abusar de mim e eu cruzei os braços, voltando a revirar os olhos. – Sinceramente, eu não reclamaria. – Falei baixo. Esperava que não tivesse sido o suficiente para que ele tenha ouvido.

Alguma vez eu já disse que Hunter é fofo? Até tentando parecer um tipo de bad boy tarado ele continua fofo. Por mais que faça doer lá dentro dizer isso, eu pareço uma criança idiota quando estou com ele. E sabe o que é ainda melhor? Ele não se importa. Quer dizer, eu deveria parecer ameaçadora, um monstro enorme que afasta as pessoas e geralmente era assim, exceto pela parte do monstro enorme, já que era pequena e magrela. Ainda assim, posso fazer um estrago em alguém em vários sentidos da palavra. Olhei para o garoto quando ele passou a mão por minha cintura e não sabia se ria, ficava envergonhada ou se queria bater nele. Não me importaria normalmente por ser Hunter, mas a blusa que estava usando cobria até um pouco abaixo do peito. Fora que falar no meu ouvido também não foi a melhor ideia do mundo, ainda mais levando em conta que ele estava sem camisa. Sorri de canto, arrepiada e revirei os olhos, preferindo não responder a esse comentário ou acabaria falando besteira ou pior, fazendo. – O de sempre, claro. Fugindo do Max. Também acho que foi ele que sumiu com minhas roupas decentes e graças a isso, tive que usar isso aqui. – Reclamei, irritada. Virei de frente para o filho de Hades e acabei por deixar escapar um sorriso inevitavelmente malicioso. – Acho que vou passar a esbarrar mais na porta do chalé de Hades. Sem querer, é claro. – Disse, ainda sorrindo e dei roubei um selinho de Hunter. 




Post: #001
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Dom 26 Jan 2014 - 21:27



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Eu, sinceramente, não reclamaria do modo como Tessa estava vestida. Apesar de magra e baixa ao meu lado, a filha de Ares tinha seus encantos; encantos os quais ficavam mais proeminentes no momento em que a garota usava roupas diferentes das que vestia na rotina. A camisa laranja berrante do acampamento, por exemplo, não lhe favorecia em muito. Dei um sorriso malicioso quando Tessa fez referência as suas vestimentas, justificando tal uso ao fato de seu irmão, Max, ser um pé no saco. Até então eu ainda não havia sido apresentado ao irmão de Tessa, mas sabia que provavelmente o cara iria querer cabeça em um espigão caso escutasse qualquer um de meus pensamentos naquele momento. Melhor deixar as coisas do modo como estavam. Antes que pudesse, enfim, comentar algo do que já estava pensando há alguns minutos, a filha de Ares murmurou algo sobre entrar no chalé de Hades mais algumas vezes “sem querer”. Sorri maldoso, aceitando de bom grado quando o toque dos lábios de Tessa fez questão de se mostrar presente; pena que por pouco tempo. Ainda sorrindo, passei também o outro braço pela fina cintura de minha “namorada” e a puxei mais para perto, ou pelo menos o suficiente para que sentisse sua respiração bastante próxima – Em primeiro lugar... – Murmurei, absorto em seus olhos – Não iria me incomodar que andasse mais com essas roupas, desde que não o faça na frente dos outros – Dava para perceber uma pontada de ciúme e desejo na sentença, ambas as partes difíceis de discernir – E em segundo... – Dei início novamente, mas não completei a sentença. Tessa estava tão próxima que optei por deixar de falar, poderia fazer melhor com aquela situação. Ainda de braços enlaçados em torno da cintura da garota, apertei-a contra meu corpo e colei os lábios aos seus. De início carinhoso, contudo começando a ficar mais ousado após poucos segundos. Havia um bom tempo desde que via Tessa, ou melhor, que tinha a oportunidade de beijá-la sem interrupções, portanto usufrui do momento tal qual desejava ter feito em milhares de ocasiões. O toque de seus lábios era, no mínimo, viciante.

- Em segundo lugar, sinta-se convidada a vir me visitar frequentemente. – Acabei dizendo quando finalmente precisei abandonar o beijo para retomar o ar. Podia notar o sorriso malicioso de Tessa, mas ela o disfarçava bem toda vez que rolava os olhos ou usava de outro gesto irônico; acredite ou não, mas a filha de Ares possuía vários em seu arsenal. Soltei uma das mãos com a qual segurava a garota, gesticulando para todo o âmbito sombrio oferecido pelo chalé de Hades – Bem, aqui temos o covil dos misteriosos filhos de Hades. Sinta-se a vontade, senhorita. – Gesticulei enquanto também liberava o outro braço e ia em direção camiseta antes deixada de lado. Não tinha pretensão de vesti-la, mas gostava de estar preparado para o caso de Quíron ou algum conselheiro aparecer no chalé.  

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Seg 24 Fev 2014 - 10:33


Oh Oh Oh, I really don't care

Juro por tudo que é mais sagrado que, por pouco mais, eu agarraria o garoto no estilo filha de Afrodite mesmo, apesar de odiar essa história. Bem, talvez eu esteja um tanto pervertida demais, ou talvez seja só o efeito de um Hunter sem camisa na minha frente. A parte boa é que, geralmente, eu conseguia esconder o que pensava, a ruim é que não controlo minhas ações nesses casos. Quer dizer, não podem me culpar por ser impulsiva. Não é pecado, é? Se for, qual a diferença? Já devo estar condenada mesmo. Depois do selinho, o filho de Hades aproximou meu corpo do dele. O suficiente para sentir sua respiração contra a minha. Sorri de canto com o comentário sobre a roupa e fiquei tentada a fazer alguma piadinha sobre ciúmes ou revirar os olhos, mas me contive. Ele começaria a falar algo, mas preferiu fazer algo mais útil, tipo fazer com que nossos lábios se encontrassem. Foi “carinhoso” por um tempo, mas não demorou muito para ficar um pouco “diferente”, digamos assim.  Sentia falta dele. Quer dizer, quase nunca nos encontrávamos, exceto por acaso, ou vez ou outra em treinos. Mas ninguém para um treino para falar com outra pessoa. Por mais que eu goste de Hunter, isso é tipo um pecado e aposto que seria deserdada pelo velhote que chamo de pai se o fizesse. Mesmo não o fazendo com frequência ou odiando admitir, mesmo que apenas para mim mesma, eu amava os beijos do filho de Hades, o gosto que seus lábios tinham e o modo como nossos lábios parecem se encaixar perfeitamente.

Cruzei os braços, emburrada quando o garoto separou nossos lábios. Mesmo que precisasse retomar o fôlego, parar o beijo não era exatamente o que eu queria. Ficaria emburrada de verdade se não fosse pelo comentário sobre visitá-lo mais vezes. Dei um sorriso malicioso de canto ao revirar os olhos, balançando a cabeça negativamente e olhei ao redor do chalé, parando para realmente prestar atenção após o garoto falar sobre o lugar. Apertei os lábios e estreitei os olhos, virando de costas para Hunter ao ir para o outro lado. - Sinceramente, pensei que esse lugar fosse uma coisa mais sombria ou sei lá. - Comentei, virando de frente para o filho de Hades. Eu estava tentando ao máximo não fazer besteira, mas a imagem de um Hunter sem blusa na minha frente não estava colaborando muito. O negócio é que, o garoto estava me provocando. Não necessariamente por estar sem blusa, mas também pelo modo como falava e agia. Ainda tinha como problema quanto tempo fazia que eu não o via. Aproveitei o momento para levar ao pé da letra o que ele falou sobre me sentir à vontade no chalé. Apertei os lábios novamente e tirei minha blusa, colocando-a no sofá e dando de ombros após o ato. - Falou para ficar à vontade. - Disse, tranquilamente, revirando os olhos e dei um passo a frente para me aproximar do meu "namorado". - Então, nós vamos falar do chalé ou..? - Questionei, encarando-o enquanto mordia o lábio inferior. Talvez eu gostasse de fazer isso até um pouco mais do que deveria. Claro que, no máximo, uma agarração, já que estamos em um chalé que não foi feito pra fazer coisas. Eu, provavelmente, ganharia uma bronca se alguém soubesse, mas não ligava.



Post: #003
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Seg 24 Fev 2014 - 14:09



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Era engraçado o esforço que Tessa fazia para se manter prestando atenção no chalé. Nunca havia entrado ali, supunha-se, e mesmo assim não prestava a mínima atenção no ambiente. Muitos gostariam de conhecer a toca dos filhos de Hades, mas a filha de Ares estava mais ocupada somente com um dos filhos do Deus do submundo. Não pude deixar de sorrir de forma maliciosa, estranhamente consciente dos olhares da garota em minha direção. Nós passávamos muito tempo sem nos vermos, logo era normal que qualquer momento a sós fosse de pouca conversa e mais ação. Nada contra, admito. Encolhi os ombros perante seu comentário, nada mais demonstrando além da reação de indiferença. Como acontecia com a camiseta do Acampamento Meio-Sangue, nada ali tinha sido planejado por qualquer pessoa com senso de estética. Tudo escuro e com relevos de vermelho? Eu era filho de Hades, não um homem das cavernas. A ideia perdurou um pouco em minha cabeça, fazendo-me dar um riso baixo e até esquecer-me da garota ali presente por alguns segundos. Apenas segundos. Ainda de braços cruzados frente ao peitoral, voltei os olhos para Tessa e adivinhe só? Ela estava tirando a blusa. Sim, caro leitor, tirando a blusa. Abri imediatamente um sorriso malicioso, tendo que morder meu lábio para não proferir qualquer idiotice enquanto observava. Era impossível não encará-la com certo desejo, ainda mais quando tinha uma visão tão ampla de seu busto. Tive de sorrir ainda mais com a justificativa dada – Não nesse sentido, mas, pensando bem, sua interpretação foi bem melhor. – Retruquei em resposta. A garota sequer hesitou em vir até mim, mas ainda assim parecia querer provocar um pouco antes de tudo. Só conversar? Naquela situação? Nunca.

Não esperei que Tessa chegasse perto o bastante, invés disso fui eu mesmo ao seu encontro e passei ambas as mãos por sua cintura em um aperto firme – Ou isso. – Complementei sua frase deixada solta. Antes de tomar seus lábios, sorri-lhe maliciosamente e mordi seu queixo, indo logo descer uma trilha de beijos e mordidas por seu pescoço. Pretendia realmente deixar alguma marca ali, e as unhas da garota em minhas costas e nuca não serviam de nada além de incentivo. Ao chegar ao lóbulo de sua orelha, demorei-me ali o bastante e logo recuei o rosto para lhe beijar. Não tinha nada de fofinho ou carinhoso no beijo, o oposto disso. Estava mais para voracidade invés de qualquer outra coisa besta. Ainda de lábios colados aos dela, apertei sua cintura, descendo as mãos até o quadril e subindo-as novamente. Passava os dedos pelo fecho de seu sutiã, mas não chegaria a tanto, por mais que a ideia parecesse tentadora demais para ser verdade. Invés disso fiz com que a filha de Ares recuasse alguns passos, fazendo assim com que batesse as costas contra a parede mais próxima. Intercalava mordidas entre o beijo, desfrutando o máximo do sabor de seus lábios. Apoiaria visitas futuras ao chalé, sem dúvida, e estaria ferrado caso Quíron aparecesse por ali. Mas não estava fazendo nada de ruim, certo?

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Seg 7 Abr 2014 - 21:57


Just fuck it
fuck it, fuck everything in so many ways

Por um momento eu até achei que Hunter poderia hesitar ou simplesmente ignorar o fato de estar com uma garota sem blusa em sua frente. A ideia com toda certeza sumiu da minha cabeça quando o garoto apertou minha cintura e não pude evitar o sorriso malicioso que escapou por entre meus lábios. O filho de Hades desceu beijos e mordidas por meu pescoço. Não duvidava que ficaria uma marca, já que minha pele é exageradamente branca. Mordidas em meu pescoço não são exatamente uma coisa muito legal de se fazer fazer, ainda mais levando em conta que é um dos meus pontos fracos. Devido a isso, sequer conseguia reagir. Apenas tentava conter alguns suspiros mordendo o lábio inferior e arranhando as costas do garoto. Não sabia ao certo se estava me sentindo fraca, ridícula e idiota; ou se estava me sentindo bem porque estávamos eu e meu "namorado", sozinhos em um lugar com camas enquanto nos agarrávamos. Sinceramente, a segunda opção estava em alta. Por algum tipo de milagre, eu não estava ligando para não ser mais conselheira se nos pegassem ali. Talvez porque soubesse que ninguém iria entrar ali, ou porque realmente não ligasse, quer dizer, estava com Hunter, por que me importaria com algo ao redor? Após chegar ao lóbulo de minha orelha, o garoto me beijou. Não, não tinha nada de carinhoso no beijo e acho que eu adorava aquilo. Sem parar o beijo, ele desceu as mãos por meu quadril e subiu novamente até o fecho do meu sutiã e tenhi quase certeza que nunca tive tanta vontade de matar alguém quanto agora quando ele simplesmente não abriu o fecho. Eu não sei se queria eu mesma fazer aquilo porque com certeza ele não resistia a uma garota sem parte de cima alguma na frente dele; ou se deixava do jeito que estava porque simplesmente era melhor, já que algum dos irmãos do garoto poderiam simplesmente aparecer ali. Hunter me “guiou” até a parede mais próxima, onde bati as costas. Eu poderia beijar aquela criatura para sempre… Ok, não é para tanto, mas poderia passar o resto da minha vida naquele chalé com ele para fazer tudo o que tinha vontade, o que passava pela minha cabeça.

Eu juro, juro mesmo que estava fazendo o possível para tentar me conter, mas olha… O garoto com o qual tenho algum tipo de relação quase próxima de um namoro estava sem blusa em minha frente e eu estava na mesma situação, ok; estamos sós no chalé dele o qual é bem vazio porque sabe-se lá onde seus meio-irmãos andam. Não é muito difícil entender meu lado, é? - Sabe que, nessas condições, tá no direito de fazer o que quiser, certo? - Resmunguei baixo, revirando os olhos, sorrindo de canto em seguida. Ainda que fosse o filho de Hades que estava “comandando” devido ao fato de eu não estar conseguindo reagir de modo algum, não seria ruim se tentasse, certo? Descolei os lábios dos seus, os descendo por seu pescoço ao distribuir beijos alternados também com mordidas. Minha verdadeira vontade era de fazer outra coisa, mas saíria feio demais, até mesmo para mim. Fora que, se alguém descobrisse, eu estava em encrenca de todas as formas possíveis.



Post: #004
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Qua 9 Abr 2014 - 17:25



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Sabe o que é ter bom senso? Levando em conta a situação na qual eu tinha metido, não iria buscar por bom senso em hora alguma. Pior, como alguém consegue pensar quando está beijando os lábios de alguém como Tessa? Aquilo, por si só, já era o suficiente para me tirar de órbita. Muito embora alguém pudesse irromper por àquelas portas a qualquer segundo, eu não conseguia afastar os olhos o bastante para recuperar qualquer parcela que fosse de juízo. No espaço de poucos centímetros para renovar o fôlego, eu sorria enquanto Tessa falava. Ela estava me dando bandeira verde para qualquer coisa? Arqueei a sobrancelhas, meio intrigado e contente ao mesmo tempo. No mundo dos garotos, qualquer coisa possuí mais de um significado; com cada um pior do que o seguinte, acredite. No entanto, Tessa havia sido a única garota a me atrair de tal maneira, nunca antes tinha me envolvido com alguém de tal maneira. E ainda éramos duas personalidades distintas, na verdade, com ela dada a brigas e eu focado em manter a situação nos eixos. Não estava fazendo meu trabalho muito bem ali, no entanto. Antes que pudesse responder, foi a vez de Tessa tomar a dianteira das coisas. O toque de seus lábios serviu para me deixar arrepiado, tendo de morder o lábio inferior à medida que apertava as mãos que tinha em sua cintura – Cuidado com o que diz. – Murmurei com ar de riso, ainda meio distraído graças aos beijos e mordidas por meu pescoço. Qual é! Tinha como resistir àquela garota? Parecia meio impossível, ao menos no momento. Afinal, como ignorar o fato de que ela estava sem blusa? A visão conseguia ser mais do que tentadora. Inclinei a cabeça para trás, um gesto inútil para refrear minha fértil imaginação. Não queria “jogar água” nas coisas, mesmo que fosse necessário.

Aproximei meu rosto do de Tessa novamente, fazendo-a voltar a atenção para meus lábios e desistir das mordidas. Enquanto a beijava, deslizei as mãos até as coxas da filha de Ares, erguendo suas pernas de modo que ela pudesse entrelaçá-las em torno de minha cintura. Eu não era forte como os meio-irmãos da garota, mas o bastante para erguê-la sem dificuldade alguma – Sabe que não podemos fazer isso. – Ela me odiaria, sem dúvida, mas tinha de dizer aquilo. Quando recuei o rosto, ela ainda se agarrava a minha cintura pelas pernas e ao meu pescoço com as mãos. Gostava daquela proximidade, do calor e tudo o mais nela. Dei um meio sorriso, mordendo o lábio inferior de Tessa e puxando-o para frente – Quer namorar comigo? – Perguntei aquilo com tom  de casualidade, quando na verdade estava me sentindo idiota com a pergunta. Ela era uma garota, afinal, iria preferir se eu ficasse de joelhos ou coisa do gênero. Aquilo simplesmente tinha me vindo a cabeça; do nada. Podia sentir minhas bochechas esquentarem – Quer dizer... – Murmurei meio incomodado, desviando o olhar.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Ter 22 Abr 2014 - 23:23


Just fuck it
fuck it, fuck everything in so many ways

Eu juro mesmo que teria matado Hunter ali mesmo e sem pensar. Quer dizer, quem me recusa? Tudo bem, isso soa mais filha de Afrodite do que deveria, mas eu não sou recusada. Tipo, por ninguém. Se você é um garoto - hétero é claro - e tem uma menina seminua se oferendo na sua frente, você não recusa. Quer dizer, não é o comum a se fazer. Só tem um detalhe: Hunter não é comum. Já começamos não sendo comuns por simplesmente sermos semideuses e então ainda temos o Hunter como garoto “meigo e fofo”. Eu não sabia se aquilo era bom ou ruim. Me vi com os braços ao redor do pescoço e as pernas na cintura dele e concluí que, na situação que me encontrava, era ruim. Revirei os olhos, mas não me movi para sair dali. Gostava de estar com ele e gostava ainda mais de estar naquela situação com ele.  Em um minuto eu queria matar aquele garoto e no outro eu não sabia como responder à sua pergunta. Soltei minhas pernas de sua cintura, o encarando e senti minha respiração acelerar. Não que eu não quisesse namorar com ele, só havia sido pega de surpresa. Caminhei até uma das camas ali e sentei, passando a encarar a parede. Claro que eu sabia a resposta, só não estava preparada para aquilo e não era costume meu ganhar algo do tipo “Oi, então… Quer namorar comigo?”. Ainda encarava parede e a postura que antes estava perfeita mesmo que sentada na cama se foi e estava totalmente desajeitada, parecendo uma idiota. Ótimo.

- Hunter, você… Oh, deuses. - Disse, abaixando a cabeça ao colocar a mão no rosto. Deuses, vendo casais nos filmes românticos e dramas adolescentes americanos aquilo não parecia tão difícil assim. Eu não sabia ao certo o que diria ou e não achava que fosse qualquer coisa ou simples assim. Levantei da cama, passando pelo sofá onde estava sua blusa do acampamento e a vesti. Apertei os lábios, de olhos fechados e voltei a me aproximar dele. - Você quer me matar do coração ou estava esperando um não? - Perguntei, inclinando levemente para o lado. Revirei os olhos e respirei fundo, acariciando o rosto dele com uma das mãos. - Não acredito que ainda precisou perguntar. É claro que eu quero. - Disse e beijei o garoto. Agora não precisaria dizer “namorado” com aspas e ainda teria aquele ser incrível todo e completamente meu, só para mim.


Post: #005
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Ter 22 Abr 2014 - 23:55



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Ela recuou. Fiquei me perguntando o que havia feito de errado, se tinha dito as palavras de forma aleatória ou se aquilo não era o que Tessa esperava. Apenas pude observá-la se afastando, tão transtornada que parecia ter visto um fantasma – o que não soa nem de longe tão assustador quando você é filho de Hades. Desviei o olhar, apertando os lábios, e cerrei os punhos. Muito bem, retardado, você acaba de quebrar todo e qualquer clima que já existiu nesse recinto. Minha consciência sempre foi tão carinhosa. Sem nada para dizer, arrastei os pés no chão, feito uma criança que é culpada por algo que não compreende muito bem. Eu tinha sorte de estar sozinho ali, caso contrário seria alvo da chacota de Paul e motivo de risos para o restante dos inquilinos do Chalé XIII. Nunca fiquei tão contente por àquele lugar ser abandonado. Para não dizer que estava evitando olhar para Tessa, até lancei um olhar por sobre o ombro na sua direção, meio confuso enquanto ameaçava bater o punho nú contra os pilares de mármore da construção. Tudo bem, sem exageros do tipo. Ao vê-la finalmente se mexer, pude enfim voltar a respirar com normalidade. Mas ainda assim continuei de lábios comprimidos, observando enquanto Tessa vestia a camiseta do Acampamento Meio-Sangue que tinha sido deixada a esmo acima do sofá. Não dei um passo, falei uma palavra ou movi um músculo que seja. Parecia mas um estátua, de tão tenso que estava.

O melhor de tudo foi perceber que a filha de Ares vinha em minha direção. Apenas dei um sorriso nervoso perante sua exclamação de eu pretender matá-la, nervoso demais para articular qualquer frase sequer que fosse. Para poupar-me, talvez, de repetir a tão famosa indagação do “quer namorar comigo?”, Tessa aceitou o pedido. Pensei estar imaginando aquilo, quer dizer, não era possível. Mas seus lábios pareciam bastante reais de encontro aos meus, tanto em questão de gosto quanto a intensidade. Retribuí o beijo, segurando-a automaticamente pela cintura ao chegar mais perto. Ainda precisava ficar me lembrando de que ela não havia simplesmente dito não – Sério? – Murmurei próximo a sua boca, dando um meio sorriso torto ao morder-lhe o lábio inferior. Parecia o tipo de pergunta estúpida que ninguém faz, a menos que você se chame Hunter e seja a versão mais patética que já existiu de um filho de Hades. Tá, nem tanto, eu só agia feito um retardado na presença de Tessa. Mas isso porque era ela, afinal, a única garota na qual eu conseguia pensar em 99% do tempo. O outro 1% era gasto em imaginar como aquilo tinha acontecido. Certo, tudo bem, vou tentar soar menos piegas do que isso – é um pouco impossível, no entanto. Ao recuar alguns centímetros, ergui a mão direita e pressionei o polegar contra a bochecha de Tessa, afagando seu rosto enquanto a encarava – Sabia que eu estava esperando um não? Ou, sei lá, um tapa ou algo do gênero. Conheço muito bem sua fama de garota durona, até bem demais. – Fiz o comentário, meio brincalhão. Estava só tentando perder o nervosismo, voltando pouco a pouco a estabilidade tanto mental quanto emocional. Ela tinha dito sim! Não pude deixar de beijá-la de novo; de novo, de novo e de novo.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Sex 25 Abr 2014 - 20:05


Just fuck it
fuck it, fuck everything in so many ways

Eu não achava que fosse tão difícil acreditar que eu aceitaria um pedido de namoro. Quer dizer, eu não achei que fosse. Mas pela reação do filho de Hades eu diria que foi mais que surpresa. Talvez a minha reação anterior tivesse uma pequena colaboração. Por um momento ainda pensei em rir da reação dele, mas não seria nada legal da minha parte. Sorri de canto ao ouvir o incrédulo "Sério" e revirei os olhos. - É claro que é sério. - Ainda pensara em tê-lo chamado de bobalhão só para enfatisar minha revolta com aquela pergunta, mas achei melhor não. Quer dizer, ninguém diz um sim para um pedido se namoro brincando, certo? Hunter era a única pessoa a qual eu ainda era carinhosa - com certeza mais do que com os outros - e ainda ganhava ofensas por ser... Bem, filha de Ares. Não acho que seja justo isso. - Hey, ofendeu, ok? Primeiro que eu não te daria tapa, seria pelo menos um soco, ou te ignoraria. E... Bem, deveria saber que você é a pessoa com quem sou mais carinhosa. - Resmuguei, fazendo bico. Teria ficado fazendo bico, mas digamos que me "derreti" com um beijo e nos outros com toda certeza estava mais preocupada em beijar meu namorado do que em fazer birra. Ainda é estranho falar namorado, mas eu me acostumo.

Fiquei um tempo olhando o garoto sem dizer nada e realmente parecia uma retardada. Era mais estranho ainda porque nunca havia gostado de ninguém, sem excessões. Essa coisa de gostar de alguém é nova, namorar então, nem se fala. - Sabe o que lembrei? - Perguntei erguendo uma das sobrancelhas e sorrindo de canto. - Ainda me deve uma dança, senhor filho de Hades. - Resmunguei, revirando os olhos. Ele provavelmente iria querer me matar já que da última vez disse que não sabia dançar, mas eu não ligava. Insistência é minha especialidade. - Não aceito “não sei dançar” como desculpa. Somos só nós dois aqui e ninguém vai ver. Eu também não sou lá muito boa, mas posso ensinar o que aprendi por aí. - Abri um sorriso ao olhar o garoto, esperando que pelo menos tivesse dó por causa das covinhas. - Por favor. - Disse, fazendo bico ao final. Não que eu como pessoa fosse muito fofa, mas a aparência era e ajudava, às vezes.
 


Post: #006
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Sab 26 Abr 2014 - 13:24



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Como sempre acontecia, precisei recuar para recuperar o fôlego. Tessa parecia perdida em suas ideias, o que por si só já era motivo o bastante para que eu ficasse temeroso. Não é que as garotas não devam pensar, mas seria agradável se elas tivessem ideias com pouco risco ou periculosidade. Invés de lhe interromper, mantive a boca fechada e as mãos ainda em torno de sua cintura, ligeiramente próximas aos quadris. Eu ainda tinha a imagem dela em minha cabeça, o busto exibido depois de ela ter se livrado da camiseta. Quase dava para me arrepender pelo o que tinha feito, ou melhor, recusado, mas agora a situação parecia ter voltado aos conformes que garantiam a permanência de nós dois no Acampamento caso Quíron desse as caras. Dei um meio sorriso, só assim conformado com o fato de que eu tinha feito aquilo por uma causa melhor. Quando ia recuar, Tessa pegou-me de surpresa ao comentar algo que havia lembrado: eu lhe devia uma dança. Arqueei as sobrancelhas, surpreso, e dei um sorriso sem graça. O tipo de sorriso que deixa claro que não vou fazer nada daquilo que ela quer. Antes que eu pudesse recusar, a filha de Ares pediu-me novamente, os lábios torcidos em uma careta. Como a gente simplesmente nega uma coisa para àquela criatura? Livrei minhas mãos da sua cintura, um passo dado hesitantemente para trás – Não é uma boa ideia, Tessa... – Murmurei, os olhos logo voltados para baixo. Iria ceder caso olhasse para ela, já estava cedendo pelo simples fato de não ter dito um simples “não”. Minha resposta estava equivalente a um “não acho uma boa ideia, mas vou fazer assim mesmo”. Eu nunca havia dançado, nem mesmo o fazia nas festas que eram dadas ocasionalmente no Acampamento pelo chalé de Dionísio. Como um cara tão chato conseguia ter filho tão divertidos? Nunca consegui chegar a uma conclusão plausível.

E ainda não tinha dado uma resposta completa para Tessa. Arrisquei encará-la, logo decepcionado comigo mesmo por tê-lo feito. Ela ainda me olhava daquele jeito, subitamente meiga e com o tipo de expressão capaz de deixar qualquer um sem saída. Ergui ambas as mãos em sinal de que tinha me rendido – Tudo bem, mas ainda acho que ficaria melhor em só vê-la dançar. – Retruquei, a expressão desolada de quem é forçado a fazer algo constrangedor. Não queria começar, portanto cruzei os braços frente ao peitoral e arquei uma sobrancelha na direção dela. Seu sorriso indicava estar contente, mas, além disso, também queria dizer que iria se divertir ao me torturar daquela maneira. Para parecer menos magoado, encolhi os ombros e movimentei o quadril de um lado para o outro – apenas uma vez. A cena me pareceu tão idiota que precisei rir; era isso ou me enfurnar dentro de uma caixa para nunca mais sair – Assim? – Indaguei, o tom elevado graças ao riso. No que eu tinha me tornado? Um dos mais velhos campistas do Acampamento, temido pelos demais e quase tão forte quanto qualquer filho de Ares evoluído. Eu realmente nunca iria parecer em nada com aquilo que pintam sobre mim, principalmente caso estivesse na companhia de Tessa. Aí sim, eu não seria nada além de um bobo apaixonado disposto a fazer qualquer coisa para agradá-la.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Tessa Hoyer Lightwood em Dom 27 Abr 2014 - 0:12


Just fuck it
fuck it, fuck everything in so many ways

Eu tinha certeza que, pelo menos inicialmente, Hunter não iria querer aceitar meu pedido, mas uma hora teria de cansar da minha insistência e ceder… Ou não, mas eu tinha o dia todo, então não faria diferença. Ainda tendo a proposta meio recusada - sim, só meio já que a resposta não fora concreta - e ter o meu namorado não olhando para mim, prossegui fazendo bico e cara de meiga. Uma hora ele teria que olhar para mim, certo? Não demorou muito para ele voltar a me olhar e aceitar minha sugestão - ou quase isso. Abri um enorme sorriso tão contente quanto malicioso. Deveria ter começado, mas era chata o suficiente para aguardar até o garoto fazer algo. Na verdade, acho que talvez devesse tê-lo ouvido quando disse que não sabia dançar e quase cheguei a mudar de ideia quando o vi se mexendo, mesmo que só uma vez. Joguei a cabeça para trás, rindo exageradamente. Hunter também ria, mas não do mesmo modo exagerado que eu. É, bem justo já que o gesto engraçado viera dele. - Ok, cria de Hades, não. Fica quietinho, ok? - Disse, tentando parecer séria, ainda que fosse bem difícil. Fiz uma careta, entortando a boca ao pensar como daria um jeito naquela criatura. Qual é, não é tão difícil assim dançar, mesmo que do modo mais simples possível.

Por um momento ele pareceu feliz achando que eu tinha desistido, então revirei os olhos e cruzei os braços abaixo do peito. - Tem que esperar por mim, poxa. É horrível fazendo isso sozinho, sério. - Resmunguei, parando um pouco para pensar como faria algo sobre aquilo. - Primeiro… - Comecei a falar, mas não terminara de falar por motivos de ser muito mais fácil agir. Peguei nas mãos do garoto e as coloquei na minha cintura. Esperava por uma reclamação em algum momento. - Para a sua alegria… - Murmurei por entre os dentes, envolvendo seu pescoço com meus braços. - Eu me mexo mais do que você. - - Completei, dando um sorriso meio sem graça ao fim, começando a mexer os quadris de um lado para o outro, um ato mais conhecido como rebolar. - Só deveria, sabe, acompanhar meus movimentos. Não é difícil assim, acho. - Concluí, ainda que em um tom mais duvidoso do que de certeza. Ok, eu sei que sou meio que horrível também, mas estava acostumada a fazer isso em festas e coisas do tipo, é consideravelmente diferente de estar sozinha com meu namorado em seu chalé.
 


Post: #007
Onde:Somewhere
Roupa:Essa;
template por Lena do Aglomerado
avatar
Filhos de Ares

Idade : 20
Mensagens : 94

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://fuck-off-fucked.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Ter 29 Abr 2014 - 16:52



Chalé XIII
nada melhor do que estar em "casa"

Tessa parecia ter chegado à mesma conclusão que eu: nada de dança. Fiquei contente perante tal suposição, além de aliviado. Nós poderíamos sentar e conversar, certo? Ou não, talvez a conversa pudesse ficar para depois. Apertei os lábios, estático enquanto aguardava por qualquer comentário e/ou instrução. Para a minha decepção, no entanto, Tessa mostrou-se determinada a colocar seus planos em prática. Não sem deixar de comentar meu enorme talento como dançarino, é claro. Arqueei as sobrancelhas, no aguardo, enquanto via-a pensar no que poderia fazer. Nada, na verdade, porque sou um caso perdido, pensei comigo mesmo, mais do que esperançoso pela hipótese de acabarmos desistindo daquela história.

Ela, no entanto, descobriu como começar. Tessa aproximou-se mim, suas mãos em torno das minhas ao fazer-me segurar sua cintura. Obedeci, obviamente, agora bastante interessado no que iríamos fazer em seguida. Com os braços envolta de meu pescoço, a filha de Ares parecia até mesmo animada. Arrisquei dar um meio sorriso, sempre fitando seus lábios tão próximos, além de estar contente com tal proximidade. Tessa comentou sobre eu ter de acompanhá-la, isso dito enquanto mexia os quadris. Fiquei parado, a perfeita estátua, sem querer arriscar destruir todos os esforços da garota. Qual é! Ela estava se saindo muito bem daquele jeito. Somente a observei, o lábio inferior preso entre os dentes – Sabe o que é? Você é ótima nisso, não quero estragar as coisas. – Comentei, sorrindo ao lhe apertar um pouco mais a estreita cintura. Invés de sorrir também, Tessa voltou ao velho – e irritante – hábito de olhar-me enquanto entortava os lábios. Àquela cara; de novo. Abaixei a cabeça, dei um suspiro baixo e voltei a encará-la. Não desviei o olhar, fazendo-a me encarar quando arrisquei dar um passo para o lado, depois outro e tentava acompanhar a movimentação de Tessa. É óbvio que toda a graciosidade tinha ficado com a garota. Eu apenas acompanhava, meio desengonçado e sem ritmo, mas ainda sem desviar o olhar.

Lembrei-me de algo dos filmes. Certo, eu admito, tenho um gosto peculiar por clichês românticos. E bem, é claro que o protagonista tinha muito mais tato e habilidade do que eu, mas isso não me impedia de tentar algo. Estreitei um pouco mais o abraço em torno da cintura de Tessa, apertando-a no momento em que a levantei em meus braços. Ri imediatamente, girando-a feito um idiota. Desequilibrei-me quase imediatamente, agora tonteando pelo Chalé até que as partes de trás de meus joelhos foram dar de encontro com o estofamento do sofá ali ao lado. Caímos ambos, Tessa com as mãos apoiadas em meu peito enquanto eu ainda a segurava para não cair do sofá – O que acontece quando alguém erra o script? – Indaguei, o sorriso brincalhão nos lábios ao me erguer um pouco mais na direção de seus lábios. Ela, como era de esperar, havia caído por cima de mim. Éramos uma confusão de risos e cabelo bagunçado. Pressionei seus lábios, puxando o inferior entre os dentes antes de finalmente beijá-la. É assim que os filmes românticos e clichês deveriam terminar, não em morte ou tragédia.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Meryl Swart Hammerbolt em Seg 16 Jun 2014 - 17:31


❝ walking in search of peace❞

Ser uma filha de Hades no momento não me parecia muito agradável, a julgar pelo fato de que os raios de sol inundavam todo o acampamento trazendo aquela alegria dos dias para o lugar. Alegria que não transbordava no chalé XIII, rolei entre os lençóis ainda sonolenta, por um segundo jurei ter ouvido barulho de beijos, deve ser o Hunter com Theressa, aquele namoro melancólico me causava náuseas. Mesmo que eu quisesse permanecer dormindo não poderia o fazer, ainda havia treinos para serem feitos. Pergunto-me se os outros campistas também deveriam treinar tanto quanto aparentemente só nós treinávamos. Dei de ombros, deixando minha cama de lado para caminhar ao banheiro. — Usem camisinha. — Gritei na direção da cama de Hunter. Minutos depois e já estava fora do chalé a caminho de mais um treino. Segundo meu cronograma seria treino de armas diversas, e assim foi durante o dia. Depois de um café da manhã rápido, dirigi-me para fora do pavilhão a passos ritmados;





 30 Dracmas - Atena
avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 14

Ficha Campista/Divina
Level: 2
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Meryl Swart Hammerbolt em Ter 15 Jul 2014 - 19:51


❝ walking in search of peace❞

Sinceramente, péssima ideia essa do Quíron me colocar para arrumar o chalé de Hades, mesmo que esse não fosse muito povoado. Ainda assim meus irmãos não eram muito organizados, mas não ficava muito atrás, não era bem um exemplo de organização na verdade. — IDIOTAS! — gritei bufando quando entrei no chalé e encontrei-o uma zona, só podia ser pegadinha dos idiotas dos meus irmãos, ah, mas eles me pagam, de verdade. — Maldição... — Murmurei e catando algumas roupas do chão, aquelas roupas fediam algo parecido com coco de Pégaso, por falar nisso tenho que dar uma passadinha nos estábulos. Joguei tudo num cesto, eles teriam que dar um jeito de lavar aquilo depois, isso já não era minha obrigação.

Se alguém entrasse agora me chamaria de uma louca dona de casa, meus cabelos estavam esvoaçados e em minhas mãos uma vassoura que juntava o lixo do chão, peguei um pano qualquer e passei nos móveis notando por fim que a muito tempo aquilo não era limpo. Joguei o lixo acumulado para fora do chalé, voltei com a intenção de organizar as camas desarrumadas, suspirei quando por fim terminei o trabalho pesado. — Quíron me paga. — vociferei pegando uma muda de roupa e toalha para retirar todo aquele suor com uma ducha gelada.



avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 14

Ficha Campista/Divina
Level: 2
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Ter 4 Nov 2014 - 18:20

Depois de muito tempo, eu e Tessa nos retiramos dali.
avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Hades ☠

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016