Chalé de Zeus ϟ

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Roxy Wittels. Colfer em Qua 27 Nov 2013 - 17:20

Relembrando a primeira mensagem :

Passo por ali de boa. Danço um pouco de balé, pisando delicadamente no tapete em frente a minha cama. Alguns outros filhos do deus mais cabeça dura do Olimpo dormem, leem ou conversam pelos cantos do chalé desanimado. Me jogo na cama da Sky, e percebo que as pessoas que passam pensam realmente que sou ela. Uma garota do chalé de Apolo, ruiva e branquela, passa pela janela e acena, sorrindo. - Oi Sky. Bom dia. Sorrio de canto que nem minha irmã gêmea faz. - Oi... Oi amiguinha. A menina franze o cenho e sorri, apontando para minhas vestes. - Por que está usando o pijama da Roxy? Lembra que da última vez você deixou cair pudim nele, aí a gente teve que ir lá no Riacho de Zéfiro tentar tirar a mancha, aí eu peguei um pouco de sabonete no chalé de Deméter, aí a gente lavou, lavou, lavou mas não saiu, aí você jogou aquela camisola de ursinho que é mais uma camiseta na Roxy em cima do caminhão que leva os morangos, aí a camisola ficou pendurada na antena tipo uma bandeira, e você escreveu "DELÍCIA" nela? - por entre as vírgulas, ela soltava uma risada insana. Ergui as sobrancelhas, ficando totalmente brava pela Sky jogar meu pijama favorito fora. Levantei e saí do chalé apenas acenando para a menina.
avatar
Mortos

Idade : 19
Mensagens : 11

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Alexis Carozella Kozloski em Sex 30 Maio 2014 - 22:00

Adentrei o chalé mal humorada. Aquele mal humor era quase comum; todo o dia, no fim de tarde, eu ficava assim. Talvez fosse o tempo quente, ou o armamento pesado, ou os treinos, ou tudo isso junto e somado, que me deixavam estressada. E eu não dormia bem havia... quantas noites? Seis? Sete? Tudo isso me tornava uma bomba relógio de mal humor, esperando, pronta para explodir e levar todo mundo que estiver em volta pelos ares comigo. Bufando, joguei a espada e o escudo embaixo de minha cama, uma das poucas ocupadas do chalé de Zeus, com um chute, escondendo tudo dos olhos perfeccionistas de meus irmãos. Sentei na cama e bufei novamente. O chalé 1 era um dos maiores e, ironicamente, mais vazios - isso era, por um lado, bom e por outro, ruim. Eu me sentia muito sozinha às vezes, mas em dias como esses, eu não tinha ninguém para descontar minha raiva, o que era bom também. Eu acho.

Tirei os tênis e os joguei longe, de modo tão delicado quanto tinha jogado o armamento para debaixo da cama. Ouvi-os batendo na enorme estátua de meu pai e quicando de volta para perto da cama, o que normalmente me arrancaria risos (qualquer oportunidade de avacalhar a maior divindade do Olimpo, ou meu papai, como preferir, era válida e deveria ser posta em prática), mas não naquele dia, quando tudo que saiu por entre meus lábios foi um suspiro. Deitei na cama e fechei os olhos. Ansiava por um banho, por uma noite de sono, por descanso. Coloquei o braço na frente do rosto, tentando bloquear a luz que invadia o chalé por entre as enormes janelas e que, por vezes, me cegava. Não sei por quanto tempo fiquei assim, deitada, suada e tapando os olhos, mas logo me sentei de novo. Bocejei e esfreguei os olhos, como uma criancinha faz quando está com sono. Levantei e meio lentamente fui até o banheiro, fechando a porta logo em seguida. Olhei o espelho, e quase tomei um susto. Juro que não ligo NADA para aparência, mas a minha está... horrível. Cabelo pegajoso, olheiras por falta de sono, cara abatida. - Muito linda. - murmurei comigo mesma, rindo de modo irônico. Liguei a torneira e molhei o rosto lentamente, deixando a água fria relaxar meus músculos quentes devido ao esforço e dificuldade que apresentei no treino daquele dia. Desfiz meu coque, àquela altura já mal feito, e deixei os cabelos caírem nos ombros em ondas castanhas, pegajosas e sujas. E então liguei a torneira e entrei, de roupa e tudo, dentro do box, iniciando um banho que iria durar, pelo menos, uma hora. [...]

Saí do banheiro apenas enrolada em uma toalha que impedia minha nudez completa. Havia esquecido de pegar roupas e não poderia simplesmente ficar à espera de um milagre no banheiro. Com dificuldade, peguei meu pijama e voltei para o banheiro, onde terminei de me vestir. Novamente sai do local, agora esfregando a toalha nos cabelos, tentando, mesmo que inutilmente, secá-los um pouco. Obviamente, não funcionou. Jogando a toalha em cima da cama de um dos meus irmãos (não me interessava por eles e simplesmente não me importava de quem era a cama) e deitei na minha própria cama, enrolando-me até o pescoço com os cobertores quentinhos. Era um costume meu: poderia estar cem graus ou zero e eu sempre dormiria toda enrolada. Aos poucos, fui sendo abraçada pelo sono, que logo me levou para minha própria 'Terra do Nunca'.

avatar
Indefinidos

Idade : 19
Mensagens : 66

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote:
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Ronnie Forrester Caswell em Seg 29 Set 2014 - 15:14

Alvos na Mira!

Hoje definitivamente era um dos dias mais felizes da minha vida. Na noite passada havia sido reclamada ao calor da fogueira. Finalmente meu Progenitor Imortal resolveu da as caras. O céu estava escuro repleto de estrelas por. Tinha ocorrido um lampejo aos céus e abaixo estava eu. Ali parada, com uma luminosidade de outro mundo me rodeando dos pés a cabeça. Todos pararam o que estavam fazendo no mesmo instante e é claro, que quem é o alvo da vez é sempre a última a saber o porque. Eles estavam a murmúrios e apontavam com frequência. Quíron, o nosso diretor de atividades mandavam todos se acalmarem e viera ao meu encontro tentando me tranquilizar. No dia seguinte. Levantei da beliche do chalé com um sorriso diferente no rosto. Saber verdade sobre sua história na maioria das vezes pode ser um alívio ou uma decepção. Fui desiguinada para seguir ao Chalé de Zeus. Quem diria né, minha mãe realmente me surpreendeu até depois do seu falecimento. Pelo que eu sabia, os deuses maiores juraram que nunca mais iriam se relacionar com alguma mortal. Por isso todos no acampamento se surpreenderam quando fui reclamada. Ninguém imaginada, nem mesmo eu mesma que poderia ser Filha de Zeus. Arrumei a maioria das minhas coisas e me despedi de alguns amigos do chalé de Hermes. Adorei conhecer uns e outros, mas adorei mas ainda descobrir quem é meu pai. E ter definitivamente um lugar para chamar de meu do que viver no tumulto do chalé de Hermes. Enquanto caminhava pela trilha dos chalés eu era apontada. Vários campistas que estavam nas varandas de seus chalés cochichavam e olhavam diretamente para mim. Eu seguia em direção ao Chalé de Zeus. Tentei não dar muita bola para os outros pois realmente estava feliz. Parei bem no centro da trilha, poucos passos do monumento. Suas colunas eram coisa de outro mundo. Ele era magnifico e ao mesmo tempo diferente. Na frente de sua escada de mármore caminhei em passos calmos. Sua porta parecia ouro, ou era? Empurrei a porta pelo seu puxador. Aquilo foi um colírio para os olhos. Era diferente do que eu imaginava. Não era todo vazio e sem graça. Era um espaço incrível. Cada detalhe dava vida ao lugar. Caminhei e parei bem no seu meio analisando cada pontinho que meus olhos pudessem olhar. Ele estava vazio. Acho que todos os filhos de Zeus estavam por aí no acampamento. Com os meus pertences no colo prestes a cair andei em direção a uma cama vazia. Ela estava perfeita. Dava até pena de deitar nela. Seus lençóis de seda com detalhes em ouro era coisa de outro mundo. Deduzi que não estava ocupada pois sua mesa de cabeceira estava completamente limpa, inclusive nas gavetas. Posicionei as coisas encima da cama e fui organizando tudo em seu devido lugar. Caminhei em direção ao banheiro enquanto o olhar da estatua parecia me perseguir. A primeira coisa que me deixou perplexa foi o teto em cima da banheira. — Era aberto? Perguntei pra mim mesma, mas logo deduzi que era um encanto lindo. Os desenhos nos detalhes deixava qualquer um de boca aberta. Os detalhes em dourado, que logo deduzi ser ouro cintilavam no local. Voltei ao chalé e sentei no sofá. Fiquei pensando comigo mesma. Será que agora tudo irá se encaixar? Seguir em frente era uma opção agora que não restavam mais dúvidas sobre quem  eu era. O chalé estava completamente vazio, só esperava que não fosse assim com frequência e que pudesse conhecer todos que vivem no local. Meus meio-irmãos. Suspirei profundamente enquanto tirava as mechas de cabelo do rosto. Enfim um novo lar.
avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 35

Ficha Campista/Divina
Level: 24
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Ronnie Forrester Caswell em Ter 4 Nov 2014 - 13:14

Dormi até tarde nesta manhã. Só despertei com o barulho do lado de fora. Primeiro foi só um ruído, depois um pequeno estrondo e por último estavam pedindo pra morrer. Não queria levantar de maneira alguma. Estava perdida nos sonhos vs lençóis de seda. A maioria dos meus meios irmãos não estavam no recinto. Pelo fato de já se tarde. Eu sabia que não deveria dormir tanto tempo assim, mas eu estava muito exausta. Sentei na cama contorcendo o pescoço passando os dedos sobre os fios de cabelo. O chalé estava  “arrumado” algumas embalagens de besteiras estavam sobre o sofá. Levantei da cama e meu olhar foi parar diretamente na estátua do Soberano. — Bom dia, pai? — Agi com ironia. Caminhei até o banheiro e analisei o teto acima da banheira. Estava de um azul límpido e reluzente. Já sabia que teríamos sol para hoje mesmo sem ter ido lá fora.   

Encarando o espelho do banheiro, lavei meu rosto e escovei os dentes. Tirei o pijama o jogando em cima da cama. Coloquei meu roupão de banho. Andei até a banheira de pés de ouro. Abri a torneira afim de enche-lá para um delicioso banho.   Adentrei na banheira e sentei. A água percorria sobre todo o meu corpo. Encostei minha cabeça na banheira assim pensativa. Depois de vários minutos no banho. Levantei da banheira e vesti meu roupão. Joguei meu cabelo pro lado tirando o excesso de água presente. Procurei nas minhas roupas uma roupa confortável. Uma blusa leve e despojada junto com  um jeans. Escovei meus cabelos e o sequei. Peguei a maleta de maquiagens e caminhei até o banheiro. Despojei todos os itens na bancada. — Cadê você BB Cream?— Perguntei em voz alta. Passei bem pouco sobre os dedos apertando o produto. Espalhei sobre meu rosto e tasquei o pincel. Mal havia dado cobertura, era justamente o efeito que eu procurava. Com a pele feita não precisava de muita coisa. Olhando pelo espelho passei o rímel a prova d'água nos olhos.  

Saí do banheiro e arrumei minha cama. Os lençóis e as almofadas bordadas de encaixavam abraçando uma à outra. Peguei minha espada e a guardei adequadamente. Catei algumas embalagens que estavam jogadas e as joguei fora. Sentei na poltrona e calcei meu tênis. Me levantei caminhando até a porta de ouro. Abri e desci até a entrada. O dia estava maravilhoso então saí perambulando a fora.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 35

Ficha Campista/Divina
Level: 24
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Ronnie Forrester Caswell em Ter 11 Nov 2014 - 22:10

Hoje foi tudo muito corrido. Atividades e treinos me consumiram freneticamente. Eu estava totalmente cansada e com dores. Minha cabeça estava explodindo. Subindo as escadas do chalé, encostei minha mão livre na porta de ouro. Enquanto a outra estava segurando meus armamentos. Fiquei pensativa de cabeça baixa por um minuto. Adentrei ao chalé chutando tudo que estava pela frente. Eu parecia uma bêbada, mas descobri que cansaço é algo parecido. Eu estava suada e suja. Minha pele totalmente oleosa. O rabo de cavalo na minha cabeça estava todo desfeito. Minha testa ardia. Achando que o chalé estava vazio joguei tudo no sofá e me joguei no mesmo. Passando a mão sobre a testa percorrendo os cabelos de cabeça baixa, suspirei fundo. Que bonito né!  Um meio irmão meu saía do banheiro com a toalha em mãos. Após a ladainha do mesmo em relação a bagunça, assenti. Tirei meu sapato e me levantei. Caminhei até o banheiro rapidamente, a cada passo ia retirando as roupas. Tirei todas as peças ficando apenas de sutiã. Aloquei as roupas em cima da bancada e caminhei até o Box. Entrei totalmente acabada. Abri a ducha e a água gélida caía sobre minha pele. Em certas ocasiões eu não estaria tomando banho gelado, mas o calor estava indiscutível. E minha cabeça fervia. Levantei a cabeça e a água caía em minha testa percorrendo sobre o meu corpo. Abaixei a cabeça e fiquei pensando sobre várias coisas diferentes. Estava fora de órbita.
  

[...]

Após horas no banho. Estava me sentindo muito melhor, sem necessidade de tomar algum remédio, por hora. Saí do banheiro molhada apenas na toalha. Vi um pouco de movimento pelas janelas, estava escuro mais o acampamento tinha uma boa iluminação. Ainda com a cabeça latejando, continuei caminhando até onde se encontrava minhas roupas. Peguei a minha camisola e a vesti. O chalé se encontrava vazio novamente. Dei de ombros e andei até o sofá. Eu estava sonolenta e bati o pé na mesinha de centro baixa. — DESGRAÇADA!— Xinguei em alto e bom tom, aquilo me fez acordar por alguns minutos. Peguei os armamentos e os joguei em um canto onde se encontrava outras armas. Uma caiu da pilha e eu as empurrei com o pé. Voltei meu foco a janela. Analisando os movimentos do lado de fora. Eu realmente não iria sair, não estava disposta pra isso. Me virei de volta para o chalé. Elevei meus olhos até a estátua de meu pai. O chalé estava repleta delas, cada uma com uma pose diferente. — Como você consegue? Fica aí todo poderoso e lindo. — Realmente eu não entendo. Ele deve ter também seus problemas, uns são maiores do que outros né. Mas realmente eu não estava bem. Andei até a estante. Analisei-a de pé a cabeça. Deslizei meus dedos em cima dos livros, um por um. E tasquei um que estava sustentando o objeto. Caminhei até a cama, os lençóis estavam exatamente como deixei, não gosto que sentem na minha cama. E me sentei apoiando o livro na mesa de cabeceira.  

Encostei minhas costas na cabeceira, posicionando as almofadas. Passei minhas mãos sobre o cabelo, estava úmido, isso era refrescante. Passei todos os fios para atrás e pairei a mão no rosto coçando os olhos. Peguei o livro que estava ao lado e suspirei. Abri o mesmo e deslizei os dedos sobre as páginas. Parecia muito interessante e estava apropriado para o momento. Encarando as letras do livro eu lia cada palavra. Enquanto fazia isso estava na página 4. E eu me encontrava brigando com o sono. Meus olhos estava se fechando e eu voltava à abrir. Não estava conseguindo enrolar mais, não conseguia ler nenhuma palavra sequer. Fui caindo sobre a cama e ouvi o baque do livro no chão. Puxei o cobertor e apaguei a luz do abajur. E me perdi em um sono profundo.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 35

Ficha Campista/Divina
Level: 24
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé de Zeus ϟ

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016