Punho de Zeus

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Punho de Zeus

Mensagem por Christina R. Lockhart em Sab 23 Nov 2013 - 14:23


I got this feeling on the summer day when you were gone

Muito tempo se passou e muita coisa aconteceu desde... Vocês sabem. Quero dizer, pessoas se vão, não no sentido de morte. Simplesmente somem da sua vida sem nenhum motivo aparente, e tudo que lhe resta é lamentar e ficar a ver navios. Eu, por outro lado, não sou o tipo de garota que por mais que se apega, passa dias, semanas ou meses chorando aos cantos com um coração partido. Eu segui em frente, como toda garota deveria fazer. E por mais que em minha fantasia eu esperava que isso fosse gerar brigas, socos e muito, mais muito drama, isso não havia acontecido - pelo menos até o momento. É claro, me culpei e me senti mal por alguns minutos, mas isso não durou muito tempo. Lá estava eu linda, loira e diva rumando até o Punho de Zeus.

- I crashed my car into the bridge, I don't care! I love it! - cantarolava alegremente com meu iPod no último volume. Caminhava em direção ao Punho de Zeus trajando uma camiseta fresca, shorts jeans, óculos de sol e em minhas mãos havia uma lata de coca cola diet gelada. Era um dia quente, e o Punho de Zeus era meu local favorito para tomar sol e relaxar. Talvez por ser um tanto quanto isolado no meio da floresta, assim era possível relaxar longe dos olhares curiosos. Ao chegar, me deitei sobre as pedras e relaxei ouvindo música e bebendo meu refrigerante por alguns minutos, até que minha pele começasse a arder sob o sol. Não havia muito o que fazer ou ver ali, mas naqueles poucos minutos pude fazer minha mente viajar e refletir minha vida. E a conclusão foi... - I don't care! I love it!. Sai da cantando, divando e dançando.
avatar
Filhos de Dionisio

Idade : 23
Mensagens : 183

Ficha Campista/Divina
Level: 43
Mascote: Tigre Mecânico
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Qua 11 Dez 2013 - 20:56



⊱ Apreciando o silencio. ⊰


Davos estava com os pensamentos bem longe de si mesmo, ele havia passado alguns dois dias dentro da Arena para ver se conseguia evitar Sky, a garota parecia está irritada com ele, pelo fato do mesmo ter feito amizade com Harmonia, o que de fato era irmã da garota, mas ele não conseguia compreender o pensamento feminino, então não queria discutir isso, caminhou por entre a floresta escoltando-se entre a escuridão do luga para passar despercebido pelos bichos, logo ele estava em frente ao monumento de Zeus, não era o lugar mais adequado para se esta, porém era um dos lugares onde havia silencio, caminhou até o mesmo e sentou-se no apoio olhando para o céu. — É, você me trouxe um problema e uma solução. — Ele estava mirando o céu, era como se estivesse papeando com Zeus a respeito do que estava acontecendo com ele, até porque o problema dele era Sky, a solução era Harmonia, ambas filha do grande Deus do trovão, o garoto passou a mão pelo cabelo. Estava usando apenas uma camiseta branca, óculos escuro no rosto e uma calça jeans cinza com um par de all star de couro branco. Mantinha em seu pescoço três especies de diferentes correntinhas, duas eram as armas de Perséfone e a outra era sua maravilhosa espada. Seu escudo ficava em seu dedo, em forma de anel e as adagas como sempre, guardadas nos coldres dos 'sapados'. Andava sempre bem armado e também, arrumado, estava sempre bem preparado para tudo.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Dom 15 Dez 2013 - 6:54

I threw my hands in the air and said show me something
Caminhava desviando de galhos e chutando pedras que apareciam pela frente. Estava cortando a floresta em busca do Punho de Zeus. Não sabia se era manhã ou tarde, a única coisa que sabia era que precisava ficar sozinha para não matar alguém. Acordara extremamente explosiva e vinha sendo assim nos últimos dois dias, desde o momento em que flagrei o filhote do demônio chamado Davos com minha meia-irmã, Harmonia. Não me importava se eles estavam conversando, se pegando ou algo do tipo, na verdade eu nem ao menos sabia o motivo de estar assim, só precisava ficar sozinha e refletir.

- One more fucking love song, I'll be sick... –cantarolei um trecho de uma das músicas do Maroon 5, enquanto me abaixava para desviar de um último galho, tendo finalmente a visão do rochedo que formava um punho fechado. Sorri de lado e passei a caminhar, passando as mãos em meu cabelo e em minhas roupas, tentando retirar as folhas que obviamente haviam se prendido ali no caminho. Trajava o de sempre, short jeans e blusa de manga longa, completando com um tênis all star. Suspirei, enquanto olhava para o rochedo, só então percebendo que havia alguém ali. Lerda? Talvez. Aproximei-me vagarosamente, forçando a vista enquanto tentava identificar a pessoa que estava sentada em MEU local de meditação. Só quando cheguei perto o suficiente percebi que era o menino que eu menos desejava encontrar no momento. –Puta que pariu! –gritei, não me importando em chamar a atenção de Davos. Não estava com paciência para aturar as provocações do garoto e seria realmente uma pena se por um acaso eu o ferisse ou arrancasse algum órgão. –Não existe um lugar nesse acampamento que eu não te encontre quando quero paz? –balbuciei, travando o maxilar em seguida e cruzando os braços.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Dom 15 Dez 2013 - 14:01



⊱ Apreciando o silencio. ⊰


Eu estava distraído, pensando apenas em mim mesmo e nas possibilidades de eu conseguir escapar de todas as duas garotas sem sair prejudicado ou prejudicar alguma delas, não que eu realmente me importasse comigo mesmo, eu apenas não queria que acontecesse aquilo que já aconteceu a algum tempo atrás, eu iria me sentir extremamente culpado e ficaria desolado por mais um século e meio, respirei fundo passando a mão pelo cabelo até perceber um som de voz aguda em um grito soltando um palavrão junto a isso, respirei fundo e virei o rosto observando Sky perto, continuei sentado onde estava a fitando. — Oi Colfer. — Eu ignorei completamente o que ela havia dito, como se o lugar fosse dela, como se todos os lugares daquele acampamento pertencesse a ela, era por isso que eu a odiava e esnobava mais do que tudo que eu poderia, não conseguia me livrar dela, nem quando eu tentava ficar sozinho e quieto, eu só queria esquecer, tirar de mim e matar, mas eu não estava conseguindo fazer nenhuma das coisas mencionadas, respirei fundo enquanto voltei meu olhar distraído para o céu.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Julia Heit Adams em Sab 21 Dez 2013 - 19:31

INSÔNIA DE NOVO JULIA!? OH FUCK!
Era quase uma hora da amanhã quando eu acorde novamente, pela ... Acho que sexta ou sétima desde que dormi, as dez. Estava quente e não ventava muito, olhei pra Lyra não muito longe e Akham roncava um bocado, o que me impressionou já que o rapaz só era visto no chalé lá pras três horas da manhã a fora, estranhamente ele sempre estava de pé bem cedo. Balancei a cabeça e empurrei as cobertas para o chão, elas estavam nos pés da cama, minha cabeça doía do lado direito, um pouco, eu massageava com força para ver se algo mudava, mas como era previsto fora realmente um fracasso, então eu bufei me aproximando da porta do chalé, uma lufada de ar bateu contra meu rosto, olhei a fileira de chalés ao lado do meu e bocejei, sono eu tinha, coragem de ir dormir não era a mesma coisa. Fiquei na ponta dos pés me esticando, escondi-me em seguida nas sombras proporcionadas pela porta do chalé, as harpias passaram voando baixo para seus voos costumeiros, eu revirei os olhos vendo de longe e meio recoberto o punho de Zeus, pareci seduzida pela ideia de sair do chalé e ir até lá, mordi o lábio inferior fortemente, segurei nas barra de minha blusa e a puxei pra baixo devagar, trajava uma blusa longa cinza com alguns escritos que não vinha ao caso e um short preto curto, fiquei a ponta dos pés exibindo um largo sorriso, pulei pra fora do chalé caminhando nas sombras para evitar as harpias que poderiam me pegar. Deixei um sorriso escapar pensando nos novos boatos, Hera tinha um filho?! Será que ele saberia fazer "MUUUH"?

As harpias voavam baixo e faziam barulhos estranhos quando passavam perto de mim, eu faziam breves paradas durante o meu caminho, sempre na espreita e olhando se não estava sendo seguida por uma das criaturas que gostavam de pegar campistas que andavam sorrateiros pela noite no acampamento, talvez um dia eu desafie uma delas por diversão, mas aquela noite estava quente demais para que eu me divertisse com as harpias feiosas e mal amadas. O vento bateu em minhas costas de forma fresca, bem diferente do chalé, o meu cabelo era bagunçado constantemente por aquele vento chato, pensei por um segundo em praguejar algo para Éolo, mas deuses eram instáveis, sabe-se lá o que ele faria comigo logo após escutar meu xingamento, talvez nada, talvez algo pior do que eu possa pensar, eram deuses, não tinha como prever. As harpias se afastaram e minhas pernas doeram de tanto correr rumo ao meu destino, mas eu consegui chegar em um ponto alto onde eu me deitei, era uma pedra chata e boa para se deitar, as harpias não podia chegar ali já que estava além de sua vigia, então não teria problemas se eu voltasse até de manhã, nada com harpias, era mais com o Sr. D que gostava de ser inconveniente. - Perfeito. - Sussurrei quando o vento bateu em meu rosto, eu estava deitada, olhos fechados, estava um clima ótimo, eu só não podia cair no sono por muito tempo.
avatar
Filhos de Fobos

Mensagens : 14

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Criatura Metamorfoga
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Dom 26 Jan 2014 - 15:20

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Deixei minha respiração ficar descompassada, a medida que a raiva dentro de mim aumentava. O filho de Hades conseguia ser extremamente impertinente toda vez que nos encontrávamos. Odiara poucas pessoas ao longo dos meus dezesseis anos de vida, mas nenhuma conseguira ganhar tão rapidamente o meu ódio quanto o menino. Certo, era, provavelmente, o menino mais bonito que eu já encontrara por ai. Porém de nada valia a beleza se eu o odiava e o sentimento, aparentemente, era recíproco. Rolei os olhos com sua indiferença ao meu respeito. -Tchau, Grummer. -encarei-o por mais alguns instantes e me virei, pronta para procurar um lugar que não estivesse tão poluído quanto o Punho de Zeus. -Aliás, bom te ver também. Sempre é. -gritei de forma irônica e comecei minha caminhada para sair dali.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Dom 26 Jan 2014 - 16:41



⊱ Apreciando o silencio. ⊰


Era evidente o tamanho da aura ruim que pairava no ambiente em que estávamos, Sky me odiava e eu a odiava mais ainda, suspirei levemente passando a mão poe meu cabelo e voltei minha concentração a ela, que estava em seu estado de birra dizendo 'tchau' e em seguida alegando ser bom me ver, depois ela reclama quando eu digo que ela é bipolar, ergui a sobrancelha e caminhei calmamente com as mãos nos bolsos indo em direção a ela, segurando seu braço de forma firme, porém sem machuca-lá. — Colfer, pode ficar... Não sou egoísta sem dividir um lugar. — Certo que isso era mentira, eu era egoísta, porém não ao ponto de querer todos os lugares do acampamento para mim, estávamos em um local 'publico' sem dono, então não havia motivos para egoismo perante a isso. Obviamente que, eu não queria mesmo que ela fosse embora, mesmo com aquela complicação toda, eu devo assumir que sentia falta a birra dessa garota.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Seg 27 Jan 2014 - 17:52

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Rolei os olhos ao sentir uma mão segurando meu braço. Tão previsível quanto o nascer do sol. Davos realmente, na maioria das vezes que nos encontrávamos, fingia não cair nos meus truques como os outros meninos do AMS, mas é claro que isso não era verdade. Ele era só mais um fraco semideus, querendo bancar o rebelde misterioso e que jamais conseguiria resistir à mim, modéstia a parte. -Vejo que talvez você não goste tanto de ficar sozinho como aparenta, não? -ri com escárnio, levando minha mão direita até sua mão em meu braço, fazendo um leve carinho ali. De fato, provocar aqueles que tentam me odiar sempre vai ser uma fonte inesgotável de diversão. Retirei sua mão do meu braço com delicadeza e me virei para ele, mirando firmemente aqueles olhos azuis. -Ambos sabemos que sim, você é egoísta, amorzinho. -sorri com falsa fofura e passei por ele, indo em direção ao punho.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Ter 28 Jan 2014 - 17:36



⊱ Apreciando o silencio. ⊰


Ela era estranha, deveria se sentir o centro do mundo, porém ela não era, de fato eu resistia ao charme dela, mas ao mesmo tempo não. Respirei fundo quando a mesma dirigiu a palavra a mim dei de ombros com o que a mesma falou e pus as mãos nos bolsos vendo-a caminhar passando por mim indo em direção ao punho. — Na verdade eu gosto, porém, não quero. — De fato, realidade sempre faz bem, mas isso não quer dizer que só por que eu não queria ficar sozinho eu desejava justamente a companhia dela, não sei mentir, certo? Sim, queria a companhia dela, mas se fosse para ela agir como uma garotinha mimada, birrenta, antipática, exibida e medíocre, preferia ficar acompanhado por uma formiga, serviria muito mais. Voltei a caminhar junto com ela para o punho, porém, alguns passos atras. — Colfer, tem visto sua irmã, Harmonia? — Provavelmente eu iria ser insultado de todas as formas possíveis, porém eu queria deixar bem claro para ela que, ela não era o centro do universo.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Ter 28 Jan 2014 - 17:55

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Sorri de lado ao chegar ao Punho, me virando e recostando o corpo sobre as pedras. Encarei o menino por algum tempo e por fim rolei os olhos ao ouvir sua pergunta. -Well, me desculpa, mas… Harmonia who? -perguntei com certa ironia na voz, que Davos apenas perceberia se prestasse atenção em minhas palavras. Certo, eu sabia quem era Harmonia. Por mais que eu nunca tenha gostado dessa coisa de contato com meus meio-irmãos -principalmente as meninas-, desde que assumira o papel de líder precisava, ao menos, mandar que cada um fosse treinar ou arrumasse sua parte no chalé, coisa que fez com que eu tomasse conhecimento de no mínimo o nome de todos. O fato era que eu também sabia que mesmo que indiretamente o filho de Hades queria usar aquilo para me atingir. -Cá entre nós, amorzinho, não sou chegada a me informar sobre as meninas desse lugar. Meus negócios são outros, mas isso você já sabia, né? -ri e joguei os cabelos para o lado, lembrando do beijo com Davos abaixo do Pinheiro de Thalia.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Ter 28 Jan 2014 - 18:11



⊱ Apreciando o silencio. ⊰


Incrível como ela sempre fazia a mudança repentina de um assunto para o outro ou de algo que a atingia para outra coisa, dei de ombros e permaneci com a sobrancelha erguida, sentando-me próximo ao punho perto a ela. — Que pena, achei que eram próximas. Preciso saber a resposta da pergunta que fiz a ela. — Pergunta? Resposta? Hahahha, isso era realmente brincadeira, mas talvez ela fosse entender de forma errada. Eu tinha mesmo feito uma pergunta a Harmonia, e desejava saber a resposta. — Você tem visto pelo menos meu irmão David, por ai? — Eu também precisava conversar com ele, já que o mesmo havia resolvido sumir por um seculo, já que por 'um tempo' não era, fazia alguns dias que eu não o via, talvez tivesse ido para o submundo, mas isso não vinha ao caso.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Ter 28 Jan 2014 - 18:29

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Rolei os olhos -novamente- e fiz uma cara do tipo “ah, sério, bitch?” para Davos. Como se eu fosse realmente me importar com os negócios dele com Harmonia. Um pouco, talvez. Mas quanto mais aquele menino falava, mais distancia dele eu implorava para Afrobitch. -So… Acho que você vai ter que procurar ela,  Grummer. -disse rispidamente. Minha expressão se tornara séria de um segundo para o outro, mas tentei amenizar aquilo. Davos não era e nunca seria propriedade minha. Ergui as sobrancelhas ao ouvir sua segunda pergunta. -Sorry, mas se você perdeu o irmão… Not my fault. -um sorriso irônico surgiu em meus lábios. Não que eu estivesse fazendo aquilo apenas para me divertir. O caso é que estando ao lado de Davos, abaixar a guarda/sair da defensiva sempre traria consequencias. Boas ou más? Ainda não descobrira. Mas entre a dúvida e a precaução, eu fico com a última.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Qua 29 Jan 2014 - 18:15



⊱ Ramalhete, porque?! ⊰


Vivia me perguntando porque isso era sempre assim, alfinetadas em cima de alfinetadas, respirei fundo e me concentrei bastante com o que estava fazendo, fiquei de costas para ela e sorri fazendo surgir um ramalhete de rosas brancas e azuis, como eu não andava treinando muito foram apenas seis rosas, três de cada cor, virei-me para ela e pus o braço para trás. — Tudo bem, eu me viro procurando por eles depois... Mas... Eu tenho um presente para você, já que ficou duas semanas sem falar comigo. — Sorri levemente inclinado, retirando o braço de trás do corpo e mostrando o ramalhete de flores para a garota, não sei porque motivo havia feito aquilo, apenas sabia que tinha feito... Era o momento mais propicio, estávamos a sós e provavelmente ela ainda não havia começado a me bater... Que tal demonstrar só um pouquinho que talvez, eu tenha interesse por ela? Mesmo que eu saiba que a mesma nunca irá corresponder, e nem eu pretendo tanto assim abaixar a guardar, mas... De vez em quando faz bem demonstrar um pouco de 'sentimento'.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Qua 29 Jan 2014 - 19:13

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Não sabia o que fazer após os últimos dois minutos. Perguntaria se o filho de Hades havia se sentido carente durante as duas semanas que, por motivos plausíveis, ficara sem falar com ele? Ou perguntaria o que ele queria demonstrar com aquele mini buquê?  Por alguns instantes, senti meu queixo cair um pouco e minha boca se abrir em um perfeito “o”, mas logo me recuperei. Não cairia no jogo de Davos ou no de qualquer outro homem. Antes de reagir falando alguma besteira, tentei por uma última vez desvendar aquele olhar quarenta e três; os mistérios que o menino escondia não eram poucos e isso todos sabiam, mas para pelo menos pensar em aceitar presentinhos, eu fazia questão de saber ao menos uma parte. E como sempre, Davos continuava completamente salvo de seus segredos. Ergui a sobrancelha. -Virou jardineiro? -sorri de lado e peguei o ramalhete, observando com delicadeza por alguns segundos. Depois, fingi procurar algo á nossa volta. -Mas cadê o presente? É um monstro, né? To ligada que tu quer me matar. Mas assim, é recíproco. Ah! Bonitas flores, coloca em um vaso do lado da sua cama. -devolvi o “presente” para ele e sorri mais uma vez, sentando no chão ao pé das pedras e abraçando meus joelhos.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Qui 30 Jan 2014 - 15:03



⊱ Sempre na defensiva. ⊰


Por mais incrível que fosse, era sempre assim, em alguns momentos eu tentava deixar todo o meu ego de lado e me por diante dela para que assim notasse pelo menos um pouquinho, que eu gostava dela, não que fosse para ela interpretar de forma errado, eu não gostava dela a ponto de querer namora-lá, apenas gostava porque ela era irritante, insuportável, chata e também muito egocêntrica. Entendeu?! Ela não tem qualidades, eu gostava dos defeitos sem noção, que ela tinha. E por mais incrível que fosse, só ela tinha esses defeitos tão absurdos. — Pois é, virei jardineiro! Muito divertido, sabia? Um dia desses encontrei uma planta carnívora e me lembrei de você, achei até que fossem irmãs. — Revirei os olhos, deixando bem claro que eu também sabia brincar, ela devolveu o buque e eu dei de ombros, ainda observando-a, ela sentou-se e eu, com fúria, queimei o buque de rosas em minhas mãos... Talvez meus poderes servissem para alguma coisa. Caminhei e sentei-me ao lado dela, olhando-a com atenção. — Se eu soubesse que você não gostava de flores, eu tinha trago a planta carnívora de presente, vocês se parecem tanto. — Sorri inclinado passando a mão pelo cabelo, e me aproximei bem devagar do seu rosto pondo a mão em sua face e acariciando, momentos como esses nunca são de acontecer... Respirei com um pouco de dificuldade, mas estava decidido, queria provar dos lábios dela outra vez.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Qui 30 Jan 2014 - 16:27

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Ri com o comentário de Davos sobre a planta carnívora; aquele sim era o guri que eu beijara semanas antes. Joguei o cabelo de lado e olhei para o céu. O domínio de meu pai era a primeira maravilha do mundo. Pisquei os olhos devido a claridade e voltei minha atenção para o filho de Hades, que agora estava sentado ao meu lado. Observei seu rosto por alguns segundos. Cada detalhe parecia ter sido meticulosamente planejado, feito para combinar com o resto do conjunto. Seus olhos por vezes pareciam, por vezes, transmitir faíscas. Reprimi um suspiro de idiota apaixonada. -Você sabe que a planta carnívora não é exatamente uma ameaça, né? É apenas aparência. -sorri de lado e torci para que ele percebesse a verdade por trás daquelas palavras. Estranhei quando sua mão acariciou meu rosto, mas não disse nada. Queria aproveitar o momento antes que voltássemos a nos matar. Aproximei meu rosto do dele lentamente, com medo que ele se afastasse. Mordi meu lábio inferior e encarei sua boca. Tão próxima. Eram apenas alguns centímetros. -Ah, que se dane. -sussurrei, levei minhas mãos até sua nuca e acabei com o espaço entre nós, iniciando um beijo conforme meus -e esperava que dele também- desejos.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Kira Lewis Petrovich em Qui 30 Jan 2014 - 16:50


Estava finalmente pegando o ritmo daquele acampamento lotado de semi - deuses, mas também já fazia quase um ano que estava ali seria de se estranhar não ter pego ao menos a rotina da coisa. Ainda era incomodo ser uma das mais velhas do local e não estar no mesmo nível que grande maioria dos campistas da minha idade, mas fazia um esforcinho nos treinos tentando chegar lá. Alias, foi graças a meus esforços em treinos que encontrei Davos, meu primo que ironicamente era filho de Hades e guardião da mulher dele. E falando no meu primo, era exatamente atrás dele que estava indo naquele momento. Minha "amizade" com uma das filhas de Zeus estava, a cada que passava, se tornando algo estranho e sentia que se não corresse desabafar com alguém - por menos sensível que a pessoa fosse - eu acabaria sumindo no mundo como sempre fazia. - Na onde esse cara se meteu?! - Perguntei para mim mesma enquanto os outros campistas diziam não te - lo visto nos treinos naquele dia. Ajeitando meus cabelos em um rabo, resolvi caminhar em direção ao punho de Zeus onde talvez poderia encontra - lo lendo alguma coisa ou perseguindo alguma menina ou menino, sabe - se lá do que ele gosta. O caminho não tinha sido tão longo assim e quando finalmente me aproximava do local podia ouvir a voz dele acompanhada de uma outra campista, se não tivesse enganada era uma das instrutoras de treinos e meia - irmã de Allie. Me aproximei sorrindo marota enquanto tentava fazer o menor som de ruídos possível, e quando estava perto o suficiente para vê - los notei que estavam aos beijos. Sem me aguentar me arrumei o melhor que pude e fiz minha melhor cara de "mulher traída" e saí de trás da moita como se fosse fuzilar os dois naquele momento. - Amor eu estava te procurando pelo acampamento inteiro! - Falei com a voz alta o suficiente para os dois pombinhos ouvirem. - AI MEU ZEUS! DAVOS GRUMMER! EU NÃO ACREDITO QUE VOCÊ ESTÁ ME TRAINDO! - Praticamente gritei lutando para me manter na pose de "corna".
avatar
Ceifadores de Tânatos

Idade : 21
Mensagens : 36

Ficha Campista/Divina
Level: 29
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Qui 30 Jan 2014 - 17:03



⊱ Sempre na defensiva. ⊰


Já ouviu falar que quando tudo está bem, algo tem que ir destruir? Então... Aparentemente falando, eu gostei da forma como Sky havia dito aquela frase, eu havia entendido a mesma de primeira, suspirei leve e senti o rosto dela mais próximo, até que a mesma puxou-me pela nuca e iniciou um beijo, devo assumir que eu poderia está sonhando?! Correspondi ao mesmo de forma calma, saboreando com desejo aquele beijo tão cheio de sabor, era notável que tinha sentimentos ali, mas nenhum dos dois iria assumir isso a si mesmo. Estávamos muito bem até sermos interrompidos por um berro alegando ser alguém que julgava-me 'seu amor' eu conhecia aquela voz. Afastei-me calmamente de Sky e virei-me para a garota. — Mas, ãh? — Foi a unica reação, de idiota, que eu consegui esboçar no momento. Com certeza eu iria apanhar e levar mil tapas da Sky se ela não me deixasse explicar que Suzanah era minha prima e gostava de implicar comigo desta forma, virei-me para Sky e percebi que seu olhar não era lá dos melhores. — Colfer não é o que você está... — Bom, eu não terminei de falar, pois havia ganho um tapa na cara, daquele bem maravilhosos que você sente a dor até no seu figado.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Qui 30 Jan 2014 - 17:28

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Era apenas a segunda vez que beijava Davos e com toda certeza já poderia afirmar que o beijo dele era o melhor de todos que eu já havia provado. Aproveitava cada segundo como se precisasse ressarcir as duas semanas longe dos lábios do filho de Hades. O beijo continuava maravilhosamente bem, até que fomos interrompidos. Davos quebrou o beijo calmamente e olhou para a louca que gritava algo como “não acredito que você está me traindo”. Travei o maxilar ao ouvir aquilo e senti que meus olhos estavam como nuvens carregadas -nublados, não marejados-. Meu queixo tremi de ódio e minha mão coçava. Esse prostituto não fez isso. Ah, ele não fez. Meus pensamentos tentavam achar uma explicação para tudo aquilo, mas era tudo bem óbvio. Não aguentei e levei minha mão de encontro ao rosto do menino, exagerando tanto na força que se ficassem marcas de artérias seria pouco. -Você o que, filho do capeta? -disse em um tom baixo de tanto ódio. Soltei um grito de indignação e me joguei em cima de Davos, passando a estapear cada milímetro de seu rosto. -Quem você pensa que é, desgraça? O que você acha que eu sou? Eu não sou suas putinhas não, porra. -gritava, continuando o espancamento. Meus olhos -enfim- marejaram, era sempre assim. Eu sempre choraria de raiva. -Eu não quero te ver NUNCA mais, Grummer.Você foi, provavelmente, a pior coisa que já aconteceu na minha vida. -indaguei quando já não batia mais nele. Desde que conhecera meu “priminho”, sabia que um sentimento muito forte viria a tona em algum momento, e agora estava mais que claro que eu estava certa. Eu odiava Davos Grummer mais do que qualquer outra coisa.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Kira Lewis Petrovich em Qui 30 Jan 2014 - 20:26

Devo admitir que de todas as formas que eu imaginava que aquilo iria acabar aquele era um desfecho bastante interessante. Congelei meus passos bem na hora em que Davos recebeu um tapa na cara e fiquei a ponto de rir de sua tentativa falha de se explicar. Como uma boa filha de Ares que era parei um tempo para olhar a garota meter tapas na cara de meu primo toda nervosinha me perguntando quando é que ele seria macho suficiente para afasta - la dele. Percebia que a garota estava realmente furiosa e logo começou a gritar que ele havia sido a pior coisa que já tinha acontecido na vida dela me fazendo me perguntar se aquele romance escondido já não era de tempos. Coloquei as mãos no bolso de trás da jeans e ri baixinho enquanto deixava o MMA rolando solta ali. De fato era curioso que a filha de Zeus tinha realmente caído naquela afinal de contas, depois de um breve caso com uma filha de Apolo minha opção sexual havia ficado bem popular ou talvez apenas a briga que aquilo tinha gerado. Caminhei de forma cautelosa até perto dos dois e voltei minhas mãos para a cintura encarando tudo aquilo como um teatro. - Acho que faltou estapear uma parte ali - Falei  para a filha de Zeus enquanto apontava Davos que a essa altura deveria estar desejando uma morte lenta e horrivelmente dolorosa para mim.
avatar
Ceifadores de Tânatos

Idade : 21
Mensagens : 36

Ficha Campista/Divina
Level: 29
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Sex 31 Jan 2014 - 16:12



⊱ Dons sempre vem a calhar. ⊰


Não sabia realmente o que fazer, se tentava me livrar dos tapas e pendurava minha prima de ponta cabeça no punho ou se fazia isso com a Colfer, revirei os olhos e me levantei ainda com ela me estapeando, segurei de forma firme seus dois braços e pus uma perna em volta das dela deixando-a de costas para mim e com o corpo encostado ao meu, em seguida ouvi as palavras dela e depois as de Suh, ergui a sobrancelha e olhei para minha prima percebendo que Sky estava tentando livrar-se de mim se debatendo. — Eu não tenho putinhas e não tem como eu ser a pior coisa que já te aconteceu, se eu nunca aconteci na sua vida, Sky. — Era verdade, para que eu acontecesse na vida dela, ela teria que ter sentimentos por mim, era quase isso que sempre acontecia quando a gente falava algo desse gênero, devo assumir que meu olhar mortal direcionado para Suzanah não era la dos melhores. Soltei os braços de Sky e olhei para ela calmamente. E concentrei meus poderes com a intenção de utilizar a criação de raízes nível II, apontando a mão para Sky fazendo surgir raízes ao redor do corpo dela a prendendo-a, permaneci com a mão aberta para evitar que a mesma se machucasse. — Fica quietinha ai. — Virei meu olhar mortal para Suh e ergui a sobrancelha caminhando calmamente até ela. — Poderia me explicar porque motivo me chamou de 'seu amor' se você sabe melhor que ninguém que eu detesto isso? u.u — Fiz minha melhor cara de descaso enquanto caminhava até ela e ouvia Sky reclamando pedindo para que eu soutasse ela e se eu não o fizesse ela iria me amaldiçoar e me socar até eu não aguentar mais, basicamente dizendo, coisas de Sky Colfer.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Sab 1 Fev 2014 - 19:13

I THREW MY HANDS IN THE AIR AND SAID SHOW ME SOMETHING
Um grito de indignação saiu por minha boca ao ser segurada pelo filho de Hades. Me debati, mas era óbvio que ele era mais forte que eu. Bati com o pé no chão e semicerrei os olhos olhando para ele. -Ah, é mesmo, Davos. Nunca aconteceu e nunca vai acontecer, né? -sorri com falso escárnio. Por dentro, sabia que o que eu mais queria era que ele criasse vergonha na cara, vulgo atitude de homem, e confessasse que sentia algo por mim, para que eu pudesse fazer o mesmo. Mas isso não aconteceria. Senti ele me soltando e já ia voltar a bater nele quando raízes começaram a crescer em torno de meu corpo. Minha boca se abriu em um perfeito “o” quando fui presa dos ombros ao tornozelo. Agora eu não queria apenas causar ferimentos graves no menino, eu queria mandá-lo para o reino do pai em uma viagem sem volta. -Vai beijar Hera, filho de uma rainha. -respondi quando Davos pediu que ficasse quieta. Tentei me soltar, mas não adiantou muita coisa. -Ô, idiota, me tira daqui ou vou e amaldiçoar tanto que, depois de socar suas partes íntimas, você vai ficar sem beijar o resto da vida. -o tom de voz que usei foi alto o bastante, mas não ao ponto do filho do capeta me soltar. -Vou te socar até a morte, desgraça. -indaguei e voltei a me mexer, visando afrouxar o que me prendia. Quando percebi que isso não seria possível, suspirei. Teria que apelar para os poderes herdados de meu pai. Odiava usar o poder que seria necessário, mas não custava tentar. Me concentrei e logo senti uma força exagerada dentro de mim. Mordi os lábios, e me debati novamente. Senti as raízes folgarem, mas não foi o suficiente para acabar com elas. Realmente precisava treinar meus poderes. Minha respiração ficou descompassada e tive que respirar fundo. Nesse meio tempo, Davos ainda estava virado para a menina. -Se você não me soltar daqui, eu faço chover. Literalmente. -murmurei, sabendo que ele ouviria.

avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 111

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Clarie Brückner Learmonth em Seg 3 Mar 2014 - 15:19


❝ maybe you're the light at the end of the tunnel ❞

Os dias passavam tão rapidamente que poderia jurar que estava tudo calmo demais para meu gosto. Talvez fosse meu sangue de filha de Atena tentando fazer com que acreditasse que algo de ruim poderia estar para acontecer, mas a pergunta era: como até agora os romanos não fizeram nada? Deixando claro que eu não queria que algo acontecesse, isso traria a destruição do acampamento. Ao passo que Christina sempre, digo sempre mesmo, procurava-me aflita em saber como andavam as coisas com a romana, sim ela estava com os olhos profundamente escuros e cheio de olheira, talvez não conseguisse dormir tanto quanto eu. Ok, eu não conseguia dormir muito bem, a maioria das noites acordar com os berros de Ashley depois de um pesadelo, sim ela estava dormindo no beliche ao lado, de forma alguma deixaria ela com os filhos de Hermes, e depois de uma longa conversa com Quíron consegui permissão para tal, sem dúvida o centauro já sabia a situação sem ao menos precisar ouvir da minha voz. A tarefa de tentar fazer Ashley se passar por uma grega era extremamente complicado, sua forma de falar sobre gregos e até alguma repulsa por alguns fazia ela se passar por estranha para os outros, mantive meus treinamentos na arena ainda de pé e no meio deles ajudava a romana a relembrar de algumas coisas que talvez não fosse um problema o fazer.

O clima entre nós se torna intenso na maioria das vezes, o que me deixava completamente sem graça de igual modo, a timidez era algo que me dominava por completo. Por fim, sempre que fosse possível – e até mesmo quando não era – lá estava eu, ao lado de Ashley, até mesmo quando ela não imaginava eu estava a seguindo, não porque eu era uma louca obsecada, mas sim pra tentar zelar pelo seu bem estar. E pra dizer a verdade ela tentava me evitar algumas vezes, ainda mais depois da ultima vez que nos encontramos de uma forma mais privada, estava tendo a famosa fogueira na praia e Ashley havia se afastado de todos, logo eu já estava a procura-la, e depois de descobrir que ela era uma ceifadora algo dentro de mim me dizia que eu não deveria me envolver, que eu não deveria ir atrás dela, mas eu sempre estava ali e sempre estaria ali por ela. Droga, eu estava me apaixonando logo pela pessoa errada. Um dia esbarrei com Christina pelos arredores do acampamento, a abracei como se aquilo fosse o maior motivo de estar ali, estava exausta e precisava de uma amiga ali, por perto. Conversar com Christina havia me acalmado durante um tempo, até que um nervosismo me alcançou, aquele típico bater forte do coração como se soubesse que algo estaria prestes a acontecer. — Eu preciso ir. — Caminhei rapidamente como se já soubesse aonde iria, meus passos me levavam até ela.

Logo avistei Ashley com sua camisa roxa do Acampamento Júpiter, escondi-me atrás de uma árvore e passei a segui-la, onde quer que ela fosse eu iria atrás. Não demorou muito para ela sentir minha presença. — Não, eu não vou deixar você. — Falava com autoridade saindo de trás de um pinheiro. — Você não pode ir embora, não pode simplesmente sair assim, iria me deixar sem ao menos se despedir? — Talvez fosse drama demais, mas eu não a queria longe, não permitiria que isso acontecesse. Meus olhos continham lágrimas que me recusava a deixar cair, não, eu não podia fazer isso; Ashley logo se aproximou dizendo algo que já estava cansada de saber mas me negava a acreditar que era impossível. Ali, próxima a ela, eu sabia que era possível, sabia que era verdadeiro e que nada poderia mudar aquilo. — Não entende que se partir aí sim me fará sofrer? — Minhas palavras saíam como em sussurros. — Não posso deixar o acampamento, seus amigos, a legião, nenhum deles me aceitaria lá. — Olhava em seus olhos, nossos rostos estavam tão próximos que conseguia sentir sua respiração junto a minha. Meus braços estavam relaxados ao lado do meu corpo enquanto meu rosto estava coberto por aquelas mãos firme, então tudo parou. Parecia que só existíamos eu e ela, seus lábios junto aos meus só me fazia ter certeza de uma coisa: eu era dela, assim como ela era minha. Minha mão foi em direção ao seu rosto enquanto nosso beijo se tornava algo apaixonado, como se ele fosse nos salvar de tudo que estava prestes a acontecer.

De repente um estrondo fez com que nos separássemos e um monstro aterrissou ao lado de Ashley, cambaleei para trás com seu rugido, mas logo tratei de ativar meu amuleto com um toque e o mesmo se transformou em um par de adagas de Ferro Estígio. Finquei meu pé esquerdo atrás para apoiar-me na posição de batalha. Meu rosto com expressão incrédula olhava para a romana que estava séria, aquele momento de carinho e amor – talvez – acabou de forma devastadora. — Ashley não. Se esse monstro está aqui já sabe o que está prestes a acontecer. — Meus olhos suplicavam pela compreensão e ajuda da romana, mas como pedir para que ela se voltasse contra aqueles que eram seus amigos há anos? Seria o mesmo que pedir que se voltasse contra sua família. Como se não fosse ficar pior, um dos meus colegas gregos apareceu do nada vindo à direção de Ashley, sem dúvida ela havia percebido que ela era uma romana por sua camisa roxa. — Ashley cuidado! — Gritei no mesmo instante que arremessei a adaga que estava na minha mão direita em direção ao campista, acertando sua coxa esquerda. A manticora ao lado da romana rugiu mais uma vez, talvez havia notado que eu não estava tentando machucar Ashley. O campista atingido saiu cambaleando após retirar a adaga, respirei fundo olhando para a morena a minha frente. —  Não vê? Isso vai ser um banho de sangue, não quero que esteja no meio disso, por favor para. — Exclamei notando que ela começava a se armar para a batalha.



avatar
Indefinidos

Mensagens : 63

Ficha Campista/Divina
Level: 8
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Davos H. Grümmer em Seg 3 Mar 2014 - 15:42

Saio dali com Sky e Suzanah.
avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Ashley Bradshaw O'Niel em Ter 4 Mar 2014 - 14:36


We kissed, I fell under your spell
A love no one could deny

Entre as árvores surgiu um grego que assim que percebeu quem eu era partiu para cima de mim, mas antes que eu pudesse fazer alguma coisa Clarie o atacou e ele fugiu dali. Mas provavelmente voltaria com reforços e tudo mais, o que seria um grande problema. Tirei do Huffy a minha lança a prendendo em minhas costas e calcei as luvas negras, que me lembrava algo relacionado a um deus, mas não conseguia me lembrar completamente. Eu não sabia exatamente o que estava acontecendo, mas parecia que uma guerra havia começado e pessoas do mesmo lugar que o meu estavam ali. Se elas estavam lutando, eu queria encontrá-las, queria saber a minha origem e a minha família, queria protegê-los. Clarie tentava a todo custo fazer com que eu parecesse de me preparar, mas meu instinto dizia para ignorá-la, pois aquela era a minha real natureza. - Não Clarie, eu não sei o que esta acontecendo, mas quero fazer parte disso, não posso me dar ao luxo de ficar aqui parada se há pessoas do mesmo Acampamento que o meu aqui. - Falei rispidamente e então escutei sons de pessoas correndo ao sul vindo em nossa direção. - Vigie o local Huffy! - Ordenei para a manticora que levantou voo e então puxei a filha de Atena para trás do monte de pedra e fiquei agachada com ela ali em silêncio, tirando o som da nossa respiração. Fiquei a observando por um momento com nossos rostos perto de mais, aquilo era uma tentação tão grande que eu estava quase me entregando ao desejo. Porém eu não podia, tinha de me concentrar, pois tinha um objetivo maior. - Clarie, não quero também que se envolva nisso, devo muito a ti por ter cuidado de mim. Porém não posso lutar e te proteger ao mesmo tempo. - Respirei fundo e então fechei os meus olhos, era uma maneira de me concentrar ao redor para saber se havia algum perigo por perto. Voltei a abrir os meus olhos e então a encarei seriamente, eu conseguia sentir o cheiro de pessoas, o mesmo cheiro que eu carregava em minha camiseta roxa. - Eles estão perto.
avatar
Ceifadores de Tânatos

Idade : 22
Mensagens : 51

Ficha Campista/Divina
Level: 21
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário http://sueiko.minus.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Punho de Zeus

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016