Sala de Música

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Sala de Música

Mensagem por Bruno Schenner Montblank em Qui 5 Dez 2013 - 23:47

Relembrando a primeira mensagem :

This my mind, house of Arts. What a Face num quero dormir !




Era tarde, fugindo-se completamente do aspecto de vou dormir mais cedo e tal, não o seguinte era, violão musica MP3 era como um Dom com, um simples tocar eu conseguia fazer qualquer tipo de música utilizando o instrumento bem comum entre os filhos de Apolo, um dom tão maravilhoso quanto qualquer outro, criar aquilo que o mundo mais almeja e faz, musica, para mim arte.
Trajado com uma roupa diferenciada dos demais campistas, camisa laranja do acampamento, Jeans básicas, e sapa-tênis novos no pé, sentei-me em uma banqueta, peguei um dos instrumentos ( violão ) dedilhei cada cantinho do tal, fantasticamente puxei as letras Dó, Ré, Sol, fá, Dó novamente, e como esquerdo sou, dedilhava-se ao inverso das letras fazendo um som similar ao que eu escutava aos fones, interligados a meu MP3 ( Imagine Dragons - Demons) a música era totalmente subtraída do MP3 a realidade em Toques perfeitos e ritmados.




O vento ecoou a sala meus cabelos esvoaçavam ao ar, meus olhos esverdeados momentaneamente repudiava fogo, como nunca antes, as notas eram totalmente perfeitas, e pareciam entrar em uma harmonia diferenciada do lugar, pessoas acompanhava a canção que eu cantava balanceando a cabeça em ambas direções -
When the days are cold - A voz era singela e baixa quase se alterava aos poucos.
And the cards all fold - mesmo ritmo que a anterior momentos depois fora ficando mais aguda.
And the saints we see - a voz perfeita num ritmo perfeito, o som de Agrave não ultrapassou tanto.
Are all made of gold - Era manifesto a música pela sala, alunos presentes acompanhavam ritmando-a com palmas.




A música começou a agravar, o eco da sala ajudou bastante entrando em uma harmônica sinfonia, o garoto cantava com o coração e o povo achara legal.

When your dreams all fail - As letras de alternavam rapidamente em harmonia
And the ones we hail  - o tom da musica era rápido seguindo a letra inicial
Are the worst of all - Moderadamente cada palavra era única o eco era ótimo.
And the blood's run stale - A voz ajudou muito, porém o agrave fluiu pouco

I want to hide the truth - A música retorna ao auge o pessoal da sala o vê como um grande músico quando começa a esquentar
I want to shelter you
But with the beast inside
There's nowhere we can hide

No matter what we breed
- Ritmo esquenta e harmonia o pessoal segue a música.
We still are made of greed
This is my kingdom come
This is my kingdom come

When you feel my heat
Look into my eyes
It's where my demons hide
It's where my demons hide
Don't get to close
It's dark inside
It's where my demons hide
It's where my demons hide

When the curtain's call
Is the last of all
When the lights fade out
All the sinners crawl

So they dug your grave
And the masquerade
Will come calling out
At the mess you made

Don't want to let you down
- O tom era tocante, Muitos não inglês falavam ao me ouvir indagar entravam no ritmo do violão, era  esperado mais instrumentos.
But i am hell bound
Though this is all for you
Don't want to hide the truth

No matter what we breed
We still are made of greed
This is my kingdom come
This is my kingdom come

When you feel my heat
Look into my eyes
It's where my demons hide
- A voz quase falhava porém não, era como se a sinfonia seguisse do jeito certo, saiu tudo de acordo.
It's where my demons hide
Don't get to close
It's dark inside
It's where my demons hide
It's where my demons hide

They say it's what you may
'cause say it's up to fade
It's volve in my in my soul
I need to let you go
You eyes they shine so bright
I wanna see that light
I can't scape this now
Unless you show me how

When you feel my heat
Look into my eyes
It's where my demons hide
It's where my demons hide
Don't get to close
It's dark inside
It's where my demons hide
- Um agudo simples emanou-se da penúltima voz continua..
It's where my demons hide
 - Como ultima frase e ênfase o hide durou mais que o esperado, forçando a voz e tirando aplausos.

avatar
Filhos de Apolo

Idade : 20
Mensagens : 62

Ficha Campista/Divina
Level: 21
Mascote: Grifo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Sala de Música

Mensagem por Rebecca K. Gildery em Sab 6 Set 2014 - 21:32





Devia ser mega estranho eu, uma filha de Ares, estar na sala de musica; na verdade eu deveria estar lutando, ou treinando, ou arrumando brigas como qualquer  filho normal de Ares, mas  como você pode ver não sou uma filha nada ''normal'' para o Deus da Guerra. Sim, eu até tinha algumas raras vezes uns ataques de raiva mas nada parecido com os dos meus irmãos. E de uma coisa eu tinha certeza: Eu era uma vergonha tanto para meu Pai, quanto para o chalé 5; quer dizer, eu não sei da parte de meu pai, mas dos meus irmãos sim. Assim que entrei na sala uns me olharam com caras de estranheza, outros nem deram muita importância. Peguei um violão preto, um banquinho e fui para um canto da sala; no meio de varias musicas sendo cantadas ao mesmo tempo por campistas diferentes e instrumentos também diferentes também, não me importei de cantar algo nem muito alto nem muito baixo - Days like this I want to drive away.. - *Não* pensei, *Essa musica não*. Pensei então em outra musica, e no final cantei 'Superhero' da minha banda favorita The pretty Reckless -... I need a superhero, cause I am just a girl And I have no one who will go And save me from this world, Come to me you superhero Cause I am just a girl, I know cause you're no superhero..- Cantei pela ultima vez o refrão e então, coloquei o violão e o banquinho nos lugares de onde tirei e sai da sala, pensando em ficar passeando pelo acampamento me questionando: Eu era uma vergonha para meu pai?
 
avatar
Filhos de Ares

Idade : 22
Mensagens : 13

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Manticora
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Música

Mensagem por Brooke Lefevre Bradshaw em Sab 3 Jan 2015 - 13:09

Amélia não sabia exatamente o que a guiara até aquela sala. A jovem filha de Afrodite nunca tivera grande aptidão para música: não sabia tocar nenhum instrumento que não o chocalho e era simplesmente terrível cantando (pelo menos, na sua crítica opinião). Sua capacidade com os tecnológicos da área (mp3, mp4, iPods e afins) também não era nem um pouco boa. No entanto, lá estava ela, na sala de música. Seus olhos passeavam de um lado a outro enquanto a garota observava a infinidade de instrumentos que aquela sala comportava. Violões (guitarras, baixos, etc), pianos (e teclados), flautas, baterias e diversos instrumentos de aspecto antigo estavam estrategicamente espalhados pela sala, dando espaço e conforto a quem quer que fosse ali para tocar. No momento, a única presença viva era a da filha da deusa do amor, que olhava encantada para a beleza de cada um dos instrumentos ali. Imaginava seus sons enquanto andava pelo local e deixava as pontas dos dedos tocarem levemente as superfícies dos objetos. Ao passar os dedos pelas cordas de uma harpa, sorriu; fazia cócegas. Suspirou levemente e sentou-se no banco que havia ao lado da harpa. Achava aquele instrumento o mais belo, sem sombra de dúvidas. Tão antigo e com um som tão novo, era delicado e forte ao mesmo tempo. Do mesmo jeito que Amélia supunha que sua mãe era e do mesmo jeito que ela desejava ser, um dia. Hesitante, ergueu os dedos finos em direção as cordas novamente, desta vez consciente de seus atos. O som saiu estranho, mas de algum modo, agradou-lhe. Com mais confiança, começou a tentar fazer música. Não era tão difícil quanto parecia. Estava tão entretida naquilo que sequer ouviu que uma pessoa chegara no local e a observava.
avatar
Filhos de Afrodite

Idade : 20
Mensagens : 37

Ficha Campista/Divina
Level: 2
Mascote: Pomba
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Música

Mensagem por Jesse Fronckowiak Lewis em Qua 7 Jan 2015 - 12:39

Music, ah, that's not at my beach
Não era um rapaz muito muito dançarino, mas não sabia o  motivo que me levaria até a Sala de Música naquele dia, seria apenas uma vontade de dançar horrivelmente e fazer uma vergonha alheia? Ou será que na verdade eu sou um um excelente dançarino e vou mostrar belas habilidades de dança? Ah, aquilo de alguma forma me animava, mesmo que eu ainda achava que eu ainda era uma porcaria, sim, eu sou uma pessoa um pouco confusa, eu poderia me achar bom e ruim em qualquer coisa, mesmo que a realidade fosse o ruim. Começava a andar até a Sala de Música com um sorriso no rosto, minhas vestes eram consideradas até um pouco simples, uma blusa de botões quadriculada, uma calça jeans e um tênis preto. — Acho que estou um pouco estranho, mas... — Pelo menos é o que eu achava, mas esquecemos esse fato.

O que me impressionava, era que quando eu chegava próximo a Sala de Música, poderia ouvir um som de uma harpa, que claramente vinha de lá. — Hm, interessante... — O que me despertou uma curiosidade, onde me adentrei no local, visualizando uma bela garota de cabelos loiros tocando o instrumento, mas afim de não querer atrapalhar, ficava apenas em silêncio, observando, com um sorriso no rosto. O som era bem agradável, claro, há melhores, mas eu não era nenhuma espécie de mestre para julgar, claro. Mas parecia que ela me notaria um pouco depois, tanto que parava, parecendo por um susto. — Por que parou? você é ótima nisso. — Sorri, me aproximando um pouco. Não era um garoto de muitas palavras, mas era como se o ambiente musical me deixasse mais relaxado, ou então mais "ousado", não na questão de safadeza, pelo fato de meu jeito estranho de dançar. Parava um pouco próximo a ela, fitando seu rosto por alguns segundos, eu lembrava daquele rosto de alguma maneira, mas provavelmente seria só de vista, algo como "enquanto eu passava, notava uma garota bela de cabelos loiros", provavelmente seria ela. — Qual é o seu nome? — Perguntei, enquanto me apoiava um pouco na Harpa, mas revirando os olhos, pensando. — Acho que estou próximo demais, desculpe. — Tá, isso não foi nenhum truquezinho, até porque, mal a conhecia. — Meu nome é Isaac, é um prazer. — Sorri novamente, e em prol da proximidade, me afastei um pouco.
avatar
Filhos de Fobos

Idade : 20
Mensagens : 18

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Criatura Metamorfoga
Mochila:

Ver perfil do usuário http://pokeburst.forumeiros.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Música

Mensagem por Natalie Gringz Wëichowski em Qui 15 Jan 2015 - 12:06


Já estava cansada do chalé-super-lotado-de-hermes, podia parecer bom mas era um caos ser indefinida (e eu sei que isso já tava claro e repetitivo), mas eu havia encontrado naquele lugar uma paz que me lembrava de casa, uma tranquilidade quase assustadora e isso me fazia bem de verdade. Me sentei ali e fiquei pensando na vida por um bom tempo. Até resolver que estava na hora de voltar à vida de acampamento ou eu podia ter problemas. saio dali.
avatar
Indefinidos

Mensagens : 10

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sala de Música

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016