Lago de Canoagem

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Lago de Canoagem

Mensagem por Convidado em Qui 21 Nov 2013 - 21:14

Relembrando a primeira mensagem :


And everything needs a start

Eu estava muito entediado e nada melhor do quer remar para matar o tédio, por isso, coloquei um short um pouco folgado preto e uma regata branca, que deixava minhas contas de argila bem evidentes, tinha exatas sete delas e se tudo desse certo, teria mais. Para completar meu visual, usava óculos escuros, mais por ter uma certa fotossensibilidade - traduzindo: a luz afeta meus olhos - que por questões estéticas, e eu devo admitir que amava ficar ao ar livre, ao invés de me prender em casa. Eu sei, estava escuro, mas ainda assim, as luzes me incandesciam, por isso os óculos. Em meu caminho até o lago de canoagem, eu podia jurar que tinha algumas garotas me comendo com os olhos, desculpa, mas ser um filho de Dionísio gostoso afetava as moças.

Assim que cheguei ao lago, fui procurar uma canoa livre, óbvio, e tirei a minha regata, estava sozinho ali, então, podia ficar sem camisa, ao menos era assim que eu pensava. Meus tênis me protegiam de qualquer picada de bichos escondidos na grama, enquanto eu caçava a minha canoa, com a blusa jogada sobre o ombro. Sorri ao encontrar a escolhida e verifiquei os remos da mesma, que estavam lá. Tirei meus tênis e coloquei-os dentro da canoa, ao oposto da maioria dos garotos, meus tênis não fediam, por isso me arriscava em tirá-los sem soltar um projeto da bomba atômica no ar e matar umas tantas pessoas. Deixei meus pés se acostumarem com a temperatura da água e suspirei, enquanto me alongava. E nisso, quase que minha blusa caiu na água, segurei a mesma, quando ela estava a alguns centímetros de se molhar.
 
Template por: Cold Jansen;
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Chauncey Herz Weizsackër em Ter 18 Mar 2014 - 1:34


“That's a soul, really. Take out the myth, it's just the spark of life...
Narração Falas Pensamentos




Ser grande, é abraçar uma grande causa.

Depois de um dia gastante eu tive a grande ideia de relaxar na beira do lago, como era novo no acampamento eu não sabia que tinha algumas coisas estranhas no lago. Eu estava me sentindo tãooooo leve usando suspensório e roupas normais, pelo menos pra mim elas são, as pessoas falavam que eu tinha estilo meio antiquado, mas eu não me importava. Elas eram melhores que aquelas armaduras pesadas, eu caminhava pela floresta em direção do lago com uma vara de pescar e uma cesta. Cara, eu estava morrendoo de FOME, eu espero que no lago tenham uns peixes gordos e deliciosos para fazer numa fogueira. Eu já sentia o sabor do peixe na brasa, meu estômago roncava a cada passo que dava em direção lago. Aquele sol me enchia de energia, talvez eu fosse filho de Apolo, será ? Acho que não... Ou POSEIDON ? Eu amo PEIXES, cara. Eles são tão deliciosos... Eu estava ficando desesperado, já faziam três dias que ainda não fui reclamado. Talvez o sistema dos deuses estejam engarrafado, afinal parece que todo os dias eles dão umas gratinadas nos humanos para procriar. Enfim, quando cheguei no lago, adentrei um pouco na água o suficiente para lançar a vara de pescar e pegar uma distancia boa. Eu olhei para os lados e por um momento eu não tinha percebido, mas tinha uma garota meia estranha no lago. Dei um sorriso por olhar ela sem protetor solar, ela iria ficar completamente queimada - Pera... Eu também estou sem protetor solar... - Falei baixinho colocando a mão no rosto igual aquele meme ''facepalm'', espero que o meu peixe vale a pena. Ergui a vara de pescar e lancei no lago, mas o anzol prendeu el alguma coisa, então eu puxei com força. Eu franzi a sobrancelhas olhando para o lago, pois tinha uma blusa no anzol. - Eu acho que isso não estava ai antes... - Olhei para atrás com um dos olhos fechados temendo o que poderia ver, vai que a blusa era de uma filha de Ares ou alguma gorda feia. Ainda bem que tinha sido a garota estranha que parecia fofa e legal, seria uma pena se ela fosse filha de Ares e quisesse me bater. Nãooooooooo, seu subconsciente merda, para de me causar medo. Eu que mando em você ! Ainda bem que ela usava um sutiã de praia, que por sinal combinava com os olhos dela. Puxei o anzol pelo rolamento da vara de pesca, peguei a sua blusa e me aproximei da menina com um sorriso meio sem jeito. Claro que estava constrangido, eu acabei de deixar a menina pelada no meio do lago. Abaixei um pouco e entreguei a sua blusa molhada - Eu acho que isso é seu e desculpa por isso... - Por um momento fiquei em silencio quando ela pegava a roupa da minha mão -Eu gostei do sutiã ... - Fingi estar coçando a bochecha com um dedo evitando um olhar para a garota, eu estava com vergonha e podia sentir minhas bochechas quentes e vermelhas.

...Our blood...that's from her blood. That's a fair trade."
Bluee @ Cupcake Graphics
avatar
Filhos de Hefesto

Idade : 22
Mensagens : 3

Ficha Campista/Divina
Level: 2
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Christina R. Lockhart em Qua 19 Mar 2014 - 20:29

Chego ali, cumprimento a Kristen e em seguida saímos dali falando mal da vida alheia.
avatar
Filhos de Dionisio

Idade : 23
Mensagens : 183

Ficha Campista/Divina
Level: 43
Mascote: Tigre Mecânico
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Kristen Wolsten. Bellamy em Qua 19 Mar 2014 - 23:31

Saio dali.
avatar
Filhos de Poseidon

Idade : 21
Mensagens : 30

Ficha Campista/Divina
Level: 16
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Elizabeth J. Smith Pendra em Sab 21 Jun 2014 - 14:33




Lago


Hello Sweetie :3



Fui andando sem destino certo pelo o acampamento. Já estava tarde, pro volta de 16h30minh, até que vejo um pequeno grupo de ninfas entre risinhos balançando seus pés na água e cochichando uma para as outro com a tentativa meio "faill" de ninguém ouvir
"estou falando meninas! aquele sátiro está..." mas o que o sátiro estava eu nunca saberei,pois elas pararam de conversar e simplesmente sumiram
-Espiar é feio, filha de Íris - disse a que parecia ser a líder do "grupinho me tanto um susto o que gerou mais risinhos entre elas e me fez lhe mostra-lhes a língua, elas eram minhas amigas deste que cheguei no Camp, mas sei lá ela chegavam a ser insuportáveis...então uma idéia passou em minha cabeça fazendo meus olhos ficarem verdes-que tal um corridinha?-disse fazendo minha melhor carinha de cachorro que caiu na estrada então elas começaram a me puxar para o lago
A corrida seguiu entre risadas e "olés" quem corria era eu e Hazel, e claro que ela por ser fada do lago estava em vantagem Annie,outra fada, narrava a corrida
"E começa a corrida...Hazel assumi a liderança, mas Lizzie chega por trás ameaçando a ultrapassar. Elas estão chegando à fase dos obstáculos e é um, dois e. que uma minha gente Elizabeth quase cai e por um momento perde o controle do barco, mas em seguida recupera pelos deusas esta corrida está Fantástica!”
 “Liz e Trix agora estão lado a lado prestes a entrar no tunel e ai essa deve ter doido pelo poderoso pã, mas logo segue a disputa e trix contrla a agua atravessando a linha de chegada”.
assim que Annie parou de narrar e a corrida acabou trix grudou em meu pescoço quer dizer me abraçou e assim nos cumprimentamos e ficamos rindo e imitando Annie, até que vi que estava na minha hora nos despedimos e fui procurar outro treino para passar o tempo
 

Thanks Ross & Tiago @ CG

avatar
Filhos de Íris

Mensagens : 3

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Lauren Hulshöff Ehrarck em Ter 15 Jul 2014 - 20:21


Acordar e sentir o sol queimar-lhe as temporas não era nada agradável, maldito irmão que deixou aquela fresta da janela aberta. Geralmente não havia problemas em acordar cedo, ou ir passear pelo acampamento, mas por ora ainda estava cedo para isso. Espreguicei-me levantando da cama, por mais que odiasse o fato de ter que sair do chalé, era tão necessário quanto respirar. Suspirei, sem muita demora me retirei do chalé sem um rumo em mente para ser mais exata. Meus passos por sua vez, me levaram para o lago, estava absorta em pensamentos sobre meus últimos dias no acampamento. Sentei-me próximo a margem do lago e suspirei, definitivamente estar sozinha naquele lugar era terrível, ainda mais se sentir deslocada de tudo e todos. — Por Júpiter. — praguejou, mas espera aquele não era o nome de um deus grego, será que... Não, não pode ser. Levantei rapidamente e corri em direção a casa grande, Quíron me devia respostas.
avatar
Filhos de Quione

Idade : 25
Mensagens : 12

Ficha Campista/Divina
Level: 3
Mascote: Lobo Albino Gigante
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Davos H. Grümmer em Sex 9 Jan 2015 - 0:29



⊱ O Azul do mar. ⊰


Fazia somente alguns dias desde que eu tinha retornado para o acampamento, havia passado alguns meses fora para aproveitar um pouco mais a aventura lá fora, porém estava na hora de eu me aquietar um pouco pelo acampamento, até porque agora minha situação com Sky estava totalmente estável, mantínhamos uma amizade costumeira e comportada, nada de agarramentos por ai ou fora de hora, éramos somente amigos e nos entendíamos assim, pelo menos isso era melhor do que nada, respirei profundamente passando a mão pelo cabelo e caminhando calmamente até o lago de canoagem, havia combinado de encontra cm ela ali. — |Costumo não me agradar com esse lugar, mas fazer não é... — Dei de ombros enquanto sentava-me na ponte, colocando os pés parcialmente próximos da água depois de dobrar as bordas da calça, estava vestindo uma calça jeans preta, e uma camisa branca lisa e um cordão que ia até o fim do meu peito, minha jaqueta de couro estava em meus ombros apenas apoiada, meu calçado estava ao meu lado, permaneci quieto olhando apenas para a água, era fundo e aquela cor ela linda, igual aos olhos de uma certa garota. Suspirei com esse pensamento idiota e voltei a olhar para os lados, a procura da minha companhia, que por sinal, sempre se atrasava.

avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Sex 9 Jan 2015 - 14:26


First things first, i'm the realest

Apesar da perna machucada e do cansaço diário, eu poderia arriscar dizer que minha vida estava melhorando. Quíron parara de me torturar com um trabalho diferente todas as manhãs, meu estoque de chocolate no chalé  continuava intocado por terceiros e Davos já não era um problema desde que havíamos decidido que manter um amizade saudável seria melhor para ambos. Claro que, no início, fora difícil esquecer toda aquela paixonite que eu sentia por ele, mas nada na vida é impossível e no momento a vida de Scarlett Wittelsbach Colfer estava livre da influência de Afrodite, Eros, qualquer deus ou deusa relacionado ao amor e essas merdas todas. Estava deitada no chalé curtindo umas barrinhas de chocolate branco com biscoito quando lembrei que marcara de encontrar o filho de Hades no píer do lado de canoagem. Deixei todos as embalagens vazias na cama de Angelique e saí mancando apressadamente, se é que isso era possível. Demorei mais do que gostaria para finalmente avistar Davos e me amaldiçoei por fazer o garoto esperar quase meia hora. “OI, DAV!” Como o garoto estava sentado, abaixei rapidamente e o abracei, depositando um beijo em sua bochecha. “Nem apareceu no meu aniversário, né, querido? Eu te desculpo.”


criado por
editado e modificado por
avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 110

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Davos H. Grümmer em Seg 12 Jan 2015 - 21:18


Son Of Hades • Davos (Hollywood) Hell Grümmer • Guardian of Persephone
De fato eu já estava pensando em me levantar e ir até o chalé de Zeus buscar a garota mais linda deste acampamento, desde que ela nunca soubesse disso o mundo estava a salvo de seu ego enorme, respirei profundamente passando a mão por meu cabelo quando percebi um movimento atrás de mim, iria levantar-me mas não deu tempo, mas mesma logo me saudou com aquele apelido que ainda não conseguia compreender da onde vem, e eu sorri recebendo seu abraço e seu beijo em minha rosto, ergui a sobrancelha quando a mesma logo sentou-se ao meu lado. — Oi, Céu! A proposito me desculpa mesmo, eu estava no Arizona no dia do seu aniversário, não iria conseguir chegar a tempo aqui, então eu fiquei por lá mesmo tentando achar uma forma de te mandar algo, mas não consegui. — Era obvio que eu queria ter estado presente, ela era minha amiga, melhor amiga por assim dizer, e agora eu teria que achar uma forma de me redimir por ter faltado em seu aniversário, respirei fundo novamente antes de sorri meio sem jeito e inclinado enquanto passava a mão pelo cabelo de forma meio desconcertada, voltei a olhar para o azul daquele lago, parecia mais um azul de mar, dei de ombros e voltei meu olhar para a moça ao meu lado. — Mas então, como estão as coisas por aqui? E com você? — Mantive a sobrancelha erguida esperando por uma resposta bem aceitável, já que se ela não estivesse bem, o que parecia não está, já que eu pude perceber brevemente que ela parecia estar mancando. Queria eu, voltar a fazer os treinos e participar mais das coisas, talvez só agora eu possa fazer isso, até porque eu não iria mais me distanciar nem tão cedo.
Template By: Déh Medeiros
O azul do mar..., ops..., do Lago!
Áreas do Acampamento
Lago de Canoagem


avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Qua 14 Jan 2015 - 0:20


First things first, i'm the realest

Sentei ao lado de Davos e levei minha mão até minhas sandálias, tirando-as com cuidado para que não caíssem. Observei o machucado em minha perna enquanto o filho de Hades falava, tentando prestar atenção em ambos; o corte já começava a cicatrizar, mas por enquanto ainda era uma faixa que assumia uma tonalidade vinho-eca e deixava todo o tornozelo e meu pé doloridos. “Não precisa de desculpar, sério. Não fiz nenhuma festa nem nada do tipo. Acho que isso de aniversário não me anima desde os quinze anos, para falar a verdade.” Desviei meu olhar para o garoto no exato momento em que ele passava a mão pelos cabelos. Era engraçado o fato de que a maioria dos meninos do Meio-Sangue possuía a mesma mania, não importando qual a divindade olimpiana que possuía como pai ou mãe. “O pessoal parece ter decidido passar o inverno aqui. Os chalés estão cheios, até o meu, acredita?” Era de conhecimento mundial que Zeus não era o mais santo dos deuses, porém o chalé nunca fora tão movimentado como nos últimos tempos ou realmente não prestava atenção em nada ao meu redor que não incluísse um espelho refletindo minha imagem. “Os treinos também estão cheios, aliás, essa belezinha aqui na minha perna é resultado de um duelo com uma cria de Afrodite.” Dobrei minha perna machucada, colocando o pé sobre a coxa da outra perna, e apontei para a ferida. Era legal falar que aquilo era resultado de um duelo com uma das garotas que eram subestimadas, porque eu simplesmente adorava passar alguns minutos com as filhas da rainha da beleza e com os filhos principalmente. Todo aquele preconceito me tirava do sério. “Enfim, eu tô ótima. Nunca tive uma fase tão zen em toda minha vida. Sem inimigos, sem brigas e muita comida.” Abri um sorriso sincero e encarei o céu, tendo uma pergunta aleatória vindo em minha mente: algum dia eu conheceria meu pai? Afastei tal pensamente da mente e bocejei, olhando para Davos em seguida. “Bem, porém com sono. E você? A viagem foi boa? Muitos monstros?” Fiz uma nota mental de qualquer dia pedir para Grümmer me levar em suas aventuras também. Amava o acampamento, mas nunca sair em missão ou para algum lugar que não fosse Nova Iorque já estava me tirando do sério.


criado por
editado e modificado por
avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 110

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Davos H. Grümmer em Sab 17 Jan 2015 - 15:49


Son Of Hades • Davos (Hollywood) Hell Grümmer • Guardian of Persephone
Queria entender porque sempre que ficávamos perto eu sentia vontade de abraçar e beijar ela, isso me deixava confuso e até mesmo me assustava, eu não poderia mais ter esses desejos, já que havia sido decretado por nos dois que seriamos apenas amigos até que se prove o contrário, ok... Decidimos isso para ver se melhoramos nossa amizade, que por sinal, estava a muito tempo indo bem, respirei fundo olhando diretamente para a perna dela, estava machucada e provavelmente havia sido por causa de algum treino ou ... Não, eu acho que não poderia ser por algo além disto... Ouvi suas palavras e sorri levemente. — Já não digo o mesmo a respeito do meu, mas isso é o de menos, a proposito o que houve com sua perna? — Ergui a sobrancelha e fiquei olhando-a, talvez ela fosse esconder de mim a verdade, ou talvez ela não estivesse percebido que eu tinha visto, até porque eu sou um pouco, muito, distraído e não percebo tudo, só quando estou em uma batalha que eu noto até o ar denso saindo da boca do adversário... Mas isso não vem ao caso, voltei então a observar o azul daquele lago, vez ou outra olhando para ela, respirei profundamente antes de olhar novamente para ela.

Não demorou muito até que ela explicou o que havia acontecido com sua perna, sorri satisfeito por ela ser tão durona e linda ao mesmo tempo, fazia algum tempo que não brigávamos e isso era reconfortante e ao mesmo tempo confuso, respirei fundo novamente antes de voltar a prestar atenção ao lago, tinha pavor daquele lugar, não que eu fosse um molenga, mas água não era bem a minha praia. Ela havia retirado as palavras certas, no momento certo, ela estava bem e sentia-se aliviada por não ter brigas e outras coisas, além de comida, ainda me perguntava como ela era tão magra e comia tanto, uma verdadeira comilona. Pensei até em chamar ela de gorda, mas eu com toda certeza iria ser agradeido, então preferi ficar quieto. — Minhas viagens sempre são ótimas, muitos e muitos monstros, talvez eu leve você qualquer dia desses em uma delas... Lembrando que, não é fácil, tive quatro costelas quebradas e uma perna, mas já estão melhores, só a perna que as vezes ainda manco um pouco, devido ter sido recente... Fora isso estou zero bala e perfeitamente bem. Mas me conte, o que tem feito, fora treinar muito? Amigos novos? Namorando? Algumas amigas gatinhas para me apresentar? — Estava ansioso para que ela respondesse não, para a questão do namorado, ainda tinha uma leve esperança de que poderíamos ficar juntos, mas não era lá muito grande, até porque, tudo girava contra isso, até mesmo nos dois, talvez pelo fato de não assumirmos de vez tudo o que acontece, mas eu não podia forçar nada, ela pediu, na verdade ela exigiu que eu ficasse distante ou que virássemos apenas amigos, preferi a amizade dela do que ficar longe. Respirei profundamente passando a mão pelo cabelo antes de voltar a me concentrar no azul do lago.
Template By: Déh Medeiros
O azul do mar..., ops..., do Lago!
Áreas do Acampamento
Lago de Canoagem


avatar
Guardião de Perséfone

Idade : 26
Mensagens : 117

Ficha Campista/Divina
Level: 50
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Annelle C. Delacourt em Seg 19 Jan 2015 - 0:52

WE'RE BURNING UP
we might as well be lovers on the sun
------  ✖  ------


O
s passos da mais nova filha de Ares eram arrastados, como se fosse muito difícil erguer a perna. Os braços pareciam caídos ao lado do corpo e o modo como andava era claramente desengonçado.

- Péssimo ou ótimo dia? – Murmurou consigo mesma, enquanto caminhava sem rumo pelo acampamento. – Querido diário, hoje descobri que além de uma completa louca, também sou um ser meio humano e meio divino. Pura loucura, não é? Então, aí eu acordei. – Riu consigo mesma, declarando nos próprios pensamentos que aquilo não passava de um sonho. – Cara, eu devo ter fumado algo muuuuuuuuito estranho.  – Claramente, para a morena, aquilo não devia passar de uma de suas milhares viagens em meio as toxinas de alguma droga ou bebida ou os dois juntos. Um combo muito louco, deve ser isso mesmo.

Sem nem mesmo perceber, o próprio andar desengonçado encaminhou-a para o lago de canoagem, era uma noite fresca e muitos dos campistas estavam no refeitório ou até mesmo dormindo. Devido à isso, encontrara o lago relativamente vazio, se não fosse a presença das náiades, algo que a impedia de tirar a roupa e nadar naquele mesmo momento. Suspirou longamente, estendendo os braços a fim de alonga-los. Sentia muita dor e principalmente, mancava, devido ao belo treino que tivera contra um cachorro. Ainda não conseguia engolir completamente toda a história de filhos e filhas de deuses, imagina monstros em forma de cachorros gigantes e carnívoros – ainda que filhote – tentando alimentar de sua deliciosa carne. Com um xingamento nada educado, sentou-se no píer, estendendo as pernas na água e observou o curativo que tinha na perna, tentando engolir e realmente acreditar que era filha do deus da guerra.


Até que não eram lá muito diferentes. Tinha realmente gostado de lutar, tanto com aquele novato quanto com o cão. Sentiu um prazer inestimável quando quebrou o nariz de um e empalou o outro. Dizem que o deus da guerra não é lá muito simpático, o que de fato combinava com a personalidade irritadiça e grosseira da morena.

#post 001;  #with: Julian Green O’Neil;  #wearing: this.





avatar
Filhos de Ares

Mensagens : 13

Ficha Campista/Divina
Level: 6
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Julian Green O'Neill em Seg 19 Jan 2015 - 3:56



NewBeginning



Ainda respirava com certa dificuldade, apesar de já ser capaz de usar o nariz. Caminhava lentamente, os pés descansos pareciam satisfeitos em sentir a grama roçando na sola, desde que nenhum pégaso tivesse lhe deixado um presente pelo caminho, tudo estaria bem. Tocou a ponte do nariz com o indicador, onde um pequeno curativo ainda se fazia presente, apenas para sentir a pontada de dor que já lhe era familiar. Aquele pequeno gesto era para Julian como o despertar para a sua nova realidade. Deuses existiam, tipo, mesmo, e Deméter, a deusa do contrabando e das ervinhas da colheira era sua mãe.

Suspirou, afinal, ele também estava se tornando um daqueles loucos em um grande hospício. Sua vida fora arrastada por uma tsunami de informações e acontecimentos, mas a maré já havia se acalmado, bastava agora ele parar de lutar contra a correnteza e se deixar levar. Se lutasse muito, acabaria se afogando. Os olhos esverdeados se fixaram na superfície do lago de canoagem, as águas calmas refletindo a lua em sua plenitude, uma imagem belíssima que se repetia ali a cada noite, e já era a terceira ou quarta que ele ia satisfeito assistir o breve espetáculo.

Ninfas e náiades apareciam e desapareciam no ar, o que trazia ao Acampamento de loucos que se agrediam como diversão um ar místico e de fato extremamente agradável. Agora, gostasse ou não, era o único lugar que lhe restava para chamar de "lar". Um movimento estranho lhe chamou atenção, no início apenas um vulto, que logo se mostrou ser uma pessoa, parecia seguir na direção do pier de madeira. Pela forma com que se movia, estava exausta, e talvez fosse se banhar, as águas do lago eram de certa forma revigorantes para aqueles que não se borravam de medo da simples ideia de entrar num lago em um Acampamento lotado de monstros.

Estava prestes a se retirar quando os olhos se estreitaram ao tomar total consciência de quem se tratava. Sorriu, talvez por não saber como reagir. Era afinal sua grande companheira de treinos, aquela que o nome ainda desconhecia, e cujo punho lhe trouxe um belíssimo presente de boas vindas: o nariz quebrado. Avançou em seu ritmo calmo, e logo que os pés tocaram a madeira do pier, seus passos ficaram perceptíveis, fazendo com que ele parasse ali mesmo, nem dois metros atrás da menina.

- Noite agradável... - O tom de voz era tranquilo e relaxado, como tudo em Julian. De alguma forma, exalava toda uma paz, como uma aura que o cercava - Posso sentar, ou vai quebrar meu nariz de novo? - Se ela ainda não tivesse percebido de quem se tratava, ou caso não se lembrasse, esperava que dessa forma tudo ficasse finalmente mais claro.

Não a vira desde o incidente no treino, e claro, não esperava realmente que fosse reconhecido pela morena. Claro, no fundo, esperava dela algo como fingir que não lembrava quem ele era, ou total indiferença e agressividade, mas afinal, tinham já quase uma história juntos. Pancadas, cabeçadas, rolaram juntinhos na grama e um belo soco no nariz. Bem romântico, de sua própria forma peculiar, ou nem tanto assim talvez. Manteve-se ali, os olhos fixos nas águas calmas do lago, aguardando a resposta de sua agressora predileta.

WITH: Annelle WHERE: camp DOING: nothing POST: 003

@Lilah


Spoiler:
Explicando a história da aura calma:

Estabilidade - Sendo um digno filho da Deusa das plantações e estações, você transmite uma aura calma e sem conflitos. Essa aura mantém-se até nos momentos mais críticos e é imune a encantações que envolvam a sua mudança, como por exemplo, intimidações. Mas, o seu aliado pode o encantar com algum poder, desde que as auras não entrem em conflito.
avatar
Filhos de Deméter

Mensagens : 9

Ficha Campista/Divina
Level: 3
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Annelle C. Delacourt em Ter 20 Jan 2015 - 0:57

WE'RE BURNING UP
we might as well be lovers on the sun
------  ✖  ------


O
próprio divagar foi bruscamente interrompido por uma voz que poderia reconhecer em qualquer local e que também poderia retirá-la do sério em qualquer momento. Bom, estava errada, pois ao invés de falar grossa e irritadiça com ele, respostas que provavelmente seriam nada gentis, uma risada escapou dos lábios carnudos da morena.

Uma sensação completamente estranha de calmaria tomou cada centímetro da alma de Annelle, deixando-a até mesmo em um torpor. Inspirou e expirou longamente, aproveitando aquela emoção diferente. Não lembrava de não ter sentido em qualquer momento de sua vida o fogo da irritação borbulhar dentro de si, ou até mesmo a agressividade escapar dos lábios. Se bem que aquilo era característico seu.

- Não bato em feridos. – Finalmente respondeu em um tom de completo sarcasmo, mas ainda assim, estranhamente calmo. – - A menos que esteja milagrosamente curado, você está seguro.

A morena não o olhou, apenas continuou fitando a água e aproveitando daquela rara sensação. Calma... Seria isso parte de seu vocabulário? Os pés agitavam-se na água, causando uma leve perturbação à volta, o que espantava as náiades que tentavam aquietar-se naquela noite.

#post 001;  #with: Julian Green O’Neil;  #wearing: this.
[size]







[/size]
avatar
Filhos de Ares

Mensagens : 13

Ficha Campista/Divina
Level: 6
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Julian Green O'Neill em Ter 20 Jan 2015 - 1:26



NewBeginning



Ouviu a risada e não pode deixar de estreitar os olhos em completa curiosidade. Aparentemente, a morena havia se acalmado, ou, algo terrível teria acontecido a ponto de lhe tirar todas as forças de reagir. Mantendo os passos lentos, voltou a se aproximar, sentando-se ao lado dela, apesar de manter uma distância mínima, o olhar fixo na superfície da água, ainda em uma paz única, refletindo o céu como um espelho.

Demorou um tempo até que voltasse a responder as palavras da garota ao seu lado, não por estar pensando e imaginando possíveis reações dela, como havia feito ao se aproximar, e até mesmo quando se conheceram. Talvez fosse a situação, o lugar e o momento, não sabia dizer, mas Julian sentia o corpo completamente relaxado, e a mente em paz. Os olhos verdes se mantiveram por longos instantes fixos no infinito, a percepção captando os movimentos suaves da água e a agitação que se seguia em sua superfície pelo movimento dos pés de sua companhia. Repetiu o que ela havia feito, respirando profundamente, diante de toda aquela loucura, naquele instante, sentia-se finalmente tranquilo, apesar de não saber o motivo.

- Então acho que ainda estou bem seguro... - Enquanto falava, finalmente virava o rosto de frente para a morena, o indicador apontando o curativo ainda sobre o nariz, cobrindo o pequeno ferimento externo que tinha se formado quando o osso se quebrou.

Soltou uma risada boba, claramente rindo de si mesmo pela forma estúpida com que apontava para o próprio ferimento, como se tentasse se defender da ideia de levar outro soco, e então, encarou-a. Os traços firmes, e suaves ao mesmo tempo, o rosto decidido e perfeito, como se tivesse sido esculpido propositalmente, e aqueles olhos. Achou por um momento que já os teria esquecido, mas constatou em sua total ignorância que esquecê-los era de fato impossível. O azul que lhe fazia perder completamente o fôlego, afinal, apanhar dela não era assim tão ruim se pudesse ter outros momentos como aquele, em um pier, fitando-a tão de perto. Sorriu, um pouco sem graça, baixando um pouco o rosto como se tivesse medo de ser pego fazendo alguma besteira.

- Ainda não sei seu nome... Perdi feio a aposta aquele dia...

WITH: Annelle WHERE: camp DOING: nothing POST: 004

@Lilah
avatar
Filhos de Deméter

Mensagens : 9

Ficha Campista/Divina
Level: 3
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Annelle C. Delacourt em Ter 20 Jan 2015 - 1:46

WE'RE BURNING UP
we might as well be lovers on the sun
------  ✖  ------


 O
bservou o ferimento com um sorriso orgulhoso, afinal, com poucos dias de treinamento tinha vencido uma pequena batalha e ainda quebrado o nariz de um completo desconhecido, porém também [s]semilouco[/s] semideus. Era um fato que servia de incentivo para continuar os treinos, mas naquele momento tentava não pensar em lâminas, monstros, acampamento ou qualquer loucura do tipo. Queria apenas paz e principalmente, aproveitar aquela sensação de calma tomar o próprio corpo.

- Esse curativo te faz parecer ridículo. – Comentou, mas por incrível que pareça, o tom não era seco e grosseiro, apenas sarcástico.

Foi quando realmente prestou atenção no garoto. Garoto não, h-o-m-e-m.. Aquele corpo não pertencia a um menino em sua adolescência. Era musculoso, belos braços fortes e atrativos. Os olhos eram verdes, pelo que parecia, também muito lindos. Não tinha como negar a beleza de Julian. Percebeu que prendia a respiração, então soltou em um longo suspiro. Estava tão encantada assim? Não era típico da morena. Escutou-o e novamente, pôde escutar o estranho som de risada que vinha de si. Não era acostumada com aquilo.

- Feio não, foi humilhante. – Retrucou e depois sorriu, mas dessa vez, com um misto de selvageria e orgulho. – Como prêmio de consolação... Anne. – Não falou o nome completo, afinal, odiava compartilhar informações com os outros, principalmente quando o próprio nome completo apenas lhe causava desgosto.

A sensação de paz ainda serpenteava pelo corpo, espalhando um sentimento nada comum de calma. Seria Julian que estava causando aquilo? Não sabia, mas se fosse, o manteria por perto nem que fosse à contra gosto. Era um sentimento tão bom e tão diferente.


#post 003;  #with: Julian Green O’Neil;  #wearing:this.






avatar
Filhos de Ares

Mensagens : 13

Ficha Campista/Divina
Level: 6
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Julian Green O'Neill em Ter 20 Jan 2015 - 2:33



NewBeginning



Era incapaz de conter as risadas que lhe escapavam dos lábios ao ouvir as palavras da morena sobre sua aparência com o curativo. Julian percebia na morena uma calma ímpar, e sabia que no fundo era o responsável por aquilo. Descobrira na noite anterior ser filho de Deméter, a deusa da colheira e coisas parecidas. Aliás, isso lhe trazia grandes e incríveis ideias sobre certas ervas a serem cultivadas para o melhor rendimento de seus... Como era o nome mesmo? Damas? Dracas? Draqueas? Ah, tanto faz, era o dinheiro da bagunça lá.

Riu consigo mesmo, ignorando aquele pensamento bobo, desenvolveria suas anormalidades depois, longe da morena. Encaravam-se por alguns instantes de uma forma que poderia ser de fato bem constrangedora, e que em nada tinha a ver com o contato que tiveram até aquele momento. Era um encantamento que não combinava com o detalhe de ela lhe ter quebrado o nariz e ele ter dado uma bela cabeçada em sua testa. É, a cada dia aquele novo mundo louco lhe trazia uma novidade.

Ouviu ela comentar sobre ter lhe humilhado e riu, sem emitir som algum, apenas movendo o corpo até voltar a lhe encarar, aquele sorriso orgulhoso que vira antes, enfeitando com perfeição os lábios carnudos e extremamente atrativos. Teve de apertar a mão com força por trás da coxa para desviar os olhos da boca da mesma, não precisava também se atirar em cima dela. Talvez já tivesse feito isso, mas enfim. Ouviu ela voltar a falar e dessa vez a encarou com curiosidade. Anne... Sorriu, sem motivo algum além do deleite de receber aquela informação.

- Anne, a semideusa quebradora de narizes alheios... - Riu com a própria bobeira, voltando os olhos esverdeados para os dela - Julian, caso não se lembre... E aliás, sou filho de Deméter... - Baixou o olhar por um instante - Não que isso vá lhe interessr, acho que estou afirmando mais para mim mesmo na verdade.

WITH: Annelle WHERE: camp DOING: nothing POST: 005

@Lilah
avatar
Filhos de Deméter

Mensagens : 9

Ficha Campista/Divina
Level: 3
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Sky Wittelsbach Colfer em Ter 20 Jan 2015 - 23:07


First things first, i'm the realest
Era impossível não sorrir enquanto Davos falava sobre sua experiência fora do acampamento. Meu coração chegava a ficar do tamanho de uma formiga com tanta vontade guardada ali dentro. Deixar o acampamento seria inviável: não teria abrigo lá fora, não teria muito dinheiro mortal e conviver com monstros todos os dias porque minha mãe resolveu abrir logo para Zeus  não seria muito agradável, afinal. “Faça o favor de me levar em uma viagem não muito perigosa, moço. Tá vendo essas unhas aqui? São lindas, mas demoram para crescer.”  Soltei um riso descontraído, pensando se devia ou não brincar com as perguntas que o menino fizera. Namorado? Não desejava arranjar um tão cedo. Os garotos do Meio-Sangue não serviam para atar um compromisso de verdade, pensando no geral. E pelo amor, nenhum deles merecia alguém como eu. Acabei decidindo não fazer brincadeirinhas com o filho de Hades, ele perceberia a mentira. “Não, não tô namorando ninguém. Mas isso não significa que sua amiga aqui esteja sozinha. Sobre amigos: tenho andado com um pessoal bem legal, até. E sim, te apresento alguém qualquer dia desses.” Era estranho pensar na possibilidade de apresentar alguma amiga para Davos. Oras, alguns meses antes eu morreria caso ele me pedisse alguma coisa do tipo. Não literalmente, mas por dentro. Pessoa alguma poderia decifrar o orgulho que eu sentia de mim, ali, naquele momento. Sorri de forma brincalhona e olhei os olhos de Davos (aquele azul deveria brilhar na minha írirs, né, pai?). “Espero que saiba: nessa vida nada é de graça e eu quero algum amigo teu como recompensa. De preferência um que tenha uma máquina de lavar bem eficiente, hein.”

Obs: ficou horrível, culpa do calor que tira minha inspiração.

criado por
editado e modificado por
avatar
Filhos de Zeus

Idade : 20
Mensagens : 110

Ficha Campista/Divina
Level: 39
Mascote: Pégasus
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Annelle C. Delacourt em Ter 20 Jan 2015 - 23:23

WE'RE BURNING UP
we might as well be lovers on the sun
------ ✖ ------


A
risada do garoto, ao invés de ser irritante, como normalmente julgaria ser qualquer uma, parecia uma melodia para a mais nova filha de Ares. Talvez fosse aquela estranha calmaria que a tinha transformado seu modo de ver as coisas à sua volta, o que de fato não julgava, mas realmente começava a gostar do tal do Julian. Gostar? Nova palavrinha para o vocabulário, Annelle.

Normalmente, o excesso de risadas e sorrisos tiraria a morena do sério, não pelo fato de ser mal humorada e grossa naturalmente, mas por quê normalmente demonstravam grande falsidade. Por incrível que pareça, não sentia isso vindo dele. Falsidade? Parecia que o garoto era tudo, menos apto a aquilo, parecia inocente demais.

Revirou os olhos ao escutar o comentário completamente sem graça dele e lhe deu um empurrão fraco com o ombro direito. Um ato mais bobo e ridículo ainda, mas era assim que a morena parecia estar quando estava calma, boba e ridícula. Naquele momento começara a desgostar daquela sensação entranha de paz.

- De acordo com o... – Tentou-se lembrar do nome da criatura mitológica durante alguns minutos. – Quíton? – Ou seria Quíson? Não sabia e não queria lembrar. – Enfim. Parece que sou filha de Ares. Ainda não acredito muito, mas ok, Julian. – Murmurou, ainda meio confusa e incomodada com toda aquela história de ser filha de um deus... Alguém por favor me acorda desse pesadelo?, pensou, enquanto retribuía o olhar do belo filho de... de... Denéter? Deséter? Deméter! – Sua mãe é deusa também?– Perguntou, um tanto curiosa. A palavra deusa foi dita com certo sarcasmo na voz. Se o pai de Annelle era deus da guerra, a mãe dele deveria ser de algo também.


#post 004; #with: Julian Green O’Neil; #wearing:this.







avatar
Filhos de Ares

Mensagens : 13

Ficha Campista/Divina
Level: 6
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Julian Green O'Neill em Qua 21 Jan 2015 - 0:52



NewBeginning



Soltou outra risada breve, provendo claramente toda a sinceridade que tinha naquele ato, ao sentir o leve empurrão que recebia com o ombro. Sorria mais abertamente agora, encarando-a sem toda aquela vergonha, de alguma forma, sentia-se extremamente confortável ao lado de Anne e não sabia o exato por quê, mas já lhe era o suficiente para apreciar ainda mais a companhia da linda mulher. Deitou o corpo sobre o pier de madeira, cruzando os braços atrás da cabeça e usando-os de travesseiro.

Sentia-se um pouco bobo ao rir novamente sobre o comentário dela ao não se lembrar o nome de Quít... Quíron. E foi incapaz de conter uma terceira risada, essa de si mesmo. Eram tão diferentes, e ao mesmo tempo tão parecidos... A forma com que ela se expressara em seguida serviu apenas para lhe trazer total certeza daquele fato, dois jovens que haviam sido arrastados para aquele mundo louco de deusas e deuses que não fazia sentido algum, mas se mostrava cada vez mais real, mesmo que contra sua vontade.

- Ares... - Maneou a cabeça positivamente enquanto ouvia ela falar, o rosto com uma expressão de entendimento, como se tivesse acabado de descobrir a verdade absoluta sobre a criação do mundo - Guerra, certo? Agora tudo faz sentido... - Riu baixo, apontando o indicador para o curativo no nariz - Principalmente isso!

Apoiou o cotovelo sobre o pier, levantando um pouco o corpo e apoiando a cabeça sobre a própria mão, deitando-se agora de lado para voltar a ficar de frente para ela. O sorriso bobo de sempre se mantinha fixo no rosto enquanto ouvia ela questionar-lhe sobre a divindade de sua mãe. Acredite, Julian questionava isso a si mesmo pelo menos umas oito vezes por segundo durante aqueles dias confusos. Mas enfim, o jeito era acreditar, não? Fechou um dos olhos, franzindo a testa como se ela tivesse lhe dado um golpe.

- Deméter... A super e imprescindível deusa da colheita e das plantações... - Deu de ombros, a expressão quase decepcionada - Nada tão legal quanto Guerra, infelizmente... Mas quem sabe eu não planto umas coisas legais e deixo a galera ainda mais alucinada? Já imaginou o cara-cavalo chapado? - Riu alto com aquilo, quase histericamente, referindo-se claramente a Quít... Quíron!

WITH: Annelle WHERE: camp DOING: nothing POST: 006

@Lilah
avatar
Filhos de Deméter

Mensagens : 9

Ficha Campista/Divina
Level: 3
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Brenda T. Collins em Qui 19 Fev 2015 - 21:12

 Eu havia conseguido um livro sobre mitologia grega, mais especificamente sobre os deuses gregos. Eu não sei se eu já disse, mas eu amava ler. Ler era minha segunda paixão depois de pintar e desenhar. Na verdade, a escrita poderia mesmo ser considerada uma arte. E tudo o que era arte me encantava: pinturas, desenhos, músicas, danças, literatura (não que eu fosse boa em tudo isso. Eu realmente não sabia dançar – direita, esquerda, esquerda, direita, 5, 6, 7, oi? – e eu não tinha paciência para escrever, devo culpar a dislexia e o TDAH nos dois casos. Sim, eu gostava de ler, mas era diferente, eu gostava de aprender, por mais que tivesse dificuldades, e eu me obrigava a conseguir ler as coisas.) E como os únicos livros que conseguiria encontrar no Acampamento Meio-Sangue seriam sobre mitologia, e como eu estava realmente a fim de saber mais sobre o assunto, não vi porque não lê-los. Eu já havia lido um livro que contava mais detalhes sobre meu pai divino, Apolo. Era quase um insulto ele ser o deus da arte e da música, pois assim ficava difícil de odiá-lo, por mais que ele tivesse abandonado minha mãe e eu.

 Caminhei em direção ao lago de canoagem com o livro na mão. O lugar era lindo e tranquilo, e eu não conhecia melhor lugar para ler. Quando atinjo as margens do lago, procuro uma árvore que me pareça confortável e me sento sob sua sombra fresca. Abro o livro e volto a lê-lo de onde parei: A deusa Héstia. Héstia, pelo o que eu havia entendido, era a deusa do lar. Eu não havia imaginado que poderia existir uma deusa para algo tão simples e ao mesmo tempo tão poderoso. Isso me fazia pensar em algo: onde seria agora meu lar? Ali, com meus meio-irmãos e todos os outros jovens como eu, ou com a mulher que fizera de tudo para meu bem? Lembrar nela me encheu de saudades, e senti meus olhos se encherem de lágrimas. Limpei-os com as costas de minha mão e tentei voltar à leitura.

 Héstia não tinha filhos, mas haviam garotas que a seguiam, como as Caçadoras de Ártemis seguiam a deusa da caça. Devia ser legal ser escolhido por um deus para se juntar à ele. Deve te fazer sentir-se importante. Além das habilidades “especiais” que esses grupos tinham, claro. Quem nunca ouvira falar da mira perfeita das Caçadoras? Ou dos feitiços que os Feiticeiros de Perséfone podiam fazer? Parecia algo tão incrível e inatingível para mim que acabei me perdendo nesses pensamentos, apenas imaginando. Fecho o livro e fico os próximos minutos apenas pensando. Acabo voltando ao assunto de minha mãe. Não havia percebido o quanto sentia sua falta. Eu queria ter tido tempo de me despedir dela. Queria saber se ao menos ela estava bem...

 Quando canso de ficar sozinha meditando sobre a vida, levanto-me e vou embora.
avatar
Filhos de Apolo

Idade : 18
Mensagens : 29

Ficha Campista/Divina
Level: 13
Mascote: Grifo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lago de Canoagem

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016