Pinheiro de Thalia

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pinheiro de Thalia

Mensagem por Blake Schneewind Dewey em Dom 16 Fev 2014 - 20:46

Relembrando a primeira mensagem :



Pinheiro de Thalia
ir embora do acampamento? quem me dera poder fazê-lo

No aguardo de que Naomi se pronunciasse, mantive o silêncio. Não queria enchê-la de perguntas, por mais que essa fosse minha vontade ao conhecer alguém com quem nunca havia falado. Muitos motivos levariam alguém ao topo daquela colina, principalmente o apreço pelo silêncio, mas era raro encontrar quem quer que fosse fotografando o pinheiro de Thalia e o dragão que o guardava. Não que recriminasse o ato, muito pelo contrário, mas também não o compreendia. Estiquei os braços para trás, flexionando os joelhos conforme ficava o mais confortável possível sobre o esbelto gramado ao meu redor. Propensa a fazer o mesmo, a filha de Dionísio se curvava quando começou a falar. Apesar de que eu esperasse outra coisa como resposta, algo mais profundo e significativo, a verdade era que Naomi havia ido até ali pela simples vontade de querer fotografar. Antes que tivesse tempo de comentar sua resposta, a morena ainda acrescentou que queria deixar algumas coisas registradas desde sua volta ao acampamento. Volta? Franzi o cenho, curioso quanto a para onde teria sido mandada aquela garota. Era comum que os campistas saíssem em missão, principalmente após ter-se iniciado a rixa entre gregos e romanos. É verdade que a rixa era antiga, tanto que o Sr. D. havia tentado diminuir parte dela ao promover a semana diplomática, mas aquele curto período de tempo não havia servido para nada além de acirrar os ânimos. A boa intenção havia estado presente, mas ela tinha sido consumida rapidamente após o primeiro desentendimento de muitos. Conforme eu me perdia nas suposições, Naomi tornou a falar e dessa vez aparentava querer mudar bruscamente de assunto. Talvez tivesse percebido meu interesse em lhe perguntar a respeito da suposta saída do acampamento. Invés de pressioná-la de imediato, abri um sorriso apaziguante e deixei que a brisa corresse por meus cabelos sempre desarrumados antes de responder – Nada em especial, diria. Lá embaixo é muito movimentado, principalmente agora quando não se fala em nada além da guerra entre gregos e romanos. Aqui é calmo e Peleu afasta os visitantes, ou pelo menos a maioria deles. – Disse em tom manso, despreocupado conforme alternava o olhar entre o pinheiro de Thalia e a semideusa de cabelos negros. Pouco depois acabei percebendo que podia tê-la feito imaginar que não queria sua presença – E é sempre bom encontrar alguém por aqui. – Acrescentei, certo de que ela não perceberia meu palpável embaraço ao proferir tais palavras.

Como não queria que o assunto girasse em torno de minha pessoa, desviei os olhos para o céu azulado e suas nuvens brancas enquanto voltava o tema da conversa para a questão que ainda pairava em minha cabeça – Para onde foi? Quer dizer, disse que queria registrar algumas coisas desde a sua volta ao acampamento. Eu estou aqui há certo tempo e nunca lhe vi, a propósito. Teria notado. – Dei um sorriso passageiro, não queria parecer abusado e mesmo assim tinha de ser caso quisesse alguma resposta. Era verdade que não a conhecia, ainda mais sendo uma filha de Dionísio, pois este não competia nem de perto com o número de filhos de Hermes ou Ares. Ou era alguém que havia estado ali há bastante tempo atrás ou... Ou tinha algo a ser esclarecido - Quer saber? A gente podia conversar melhor em outro lugar - Murmurei ao ver que um grupo de filhos de Ares subiam a colina. Com um aceno, a muda garota levantou-se e assim saímos dali.

avatar
Filhos de Hades

Idade : 19
Mensagens : 59

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Cavalo Carnívoro
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Sex 11 Jul 2014 - 23:02


Hey boy, who are you?

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Logo depois de me sentar e ficar observando o céu - que estava lindo por sinal - eu ouvi o garoto que agora percebi que não era realmente loiro - culpa da luz talvez? - falar algo mas fiquei tão vidrada no céu que esqueci de perguntar o que ele disse; logo eu escutei ele me perguntar qual era o meu nome: - Hã.. meu nome é Katie, mas me chame de Kat se Quiser.. - Falei sorrindo ao garoto - E me diga.. qual é o seu nome? - Peguei uma pequena florzinha do chão tipo uma margarida e fiquei olhando-a.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Sab 12 Jul 2014 - 12:16

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Ela logo respondeu a minha pergunta.
Então ela se chamava Katie? Era um nome legal. Logo ao dizer seu nome, a menina completou, dizendo que podia lhe chamar de Kat. Kat? Tipo Katchup? Eu disse rindo, mas logo que acabei de falar percebi o quanto eu havia sido idiota. Katchup? Sério? Aliás, o certo era "Ketchup", com "E". Pagar mico com certeza era algo legítimo da prole de Poseidon. Er… esquece o que eu falei. Meu nome é David, David Crash. Eu disse. Acho que o meu nome não tem apelido. Dei um sorriso meio torto.

WFT?!:
Katchup? Velho, de onde eu tirei isso? huahuehuahuheuhaea



avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Dom 13 Jul 2014 - 0:11


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

O garoto, se aligeirou a fazer uma brincadeira com 'Kat' , meu apelido, dizendo ser tipo 'Katchup'. Na hora eu não entendi muito bem, mas quando a fixa caiu eu dei um sorriso; era uma brincadeira boba, mas até achei engraçado. Logo que olhei para ele me desfocando da florzinha, ele disse que era para eu esquecer o que ele disse - o que seria impossível - e me falou que seu nome era David; um nome curto e bonito, porém - como o próprio David completou - este nome não possuía apelidos. - Talvez, um dia eu te dê um apelido... - Falei a ele, dando o meu famoso sorriso torto; logo continuei, falando o que me veio a cabeça: - Sabe David, se eu não fosse tão ruim com minha intuição, eu poderia dizer que você ou é filho de Niké ou de Poseidon.. mas, bem, deixa pra lá.. - Sorri novamente - Mas me diga.. você é filho de que Deus ou Deusa?? - Logo que terminei a pergunta, lembrei que era filha de Hécate.. e os campistas não gostavam muito de seus filhos feiticeiros assim como eu, e , eu já sabendo que David me perguntaria a mesma coisa que eu tinha acabado de perguntar a ele, eu meio que temia sua possível reação ao ouvir a resposta, mas bem, eu não sou traiçoeira como acredito que a maioria de meu irmãos são..

Off: Não liga pro post meio Bléh .-.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Dom 13 Jul 2014 - 10:51

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Ela deu uma risadinha, talvez por ter entendido o pequeno trocadilho com Kat. Ao dizer meu nome, ela falou que talvez um dia inventasse um apelido, eu ri. Sua próxima pergunta foi a de qual deus eu era filho, completando com "Poseidon" ou "Niké". — Sua intuição é ótima, isso com certeza! Eu disse. — Há alguns dias atrás eu diria ser indefinido, morando no inferno que é o Chalé de Hermes. Suspirei lembrando de quantas coisas haviam sido roubadas de mim naquele lugar. Mas Parabéns, eu sou filho de Poseidon! Niké? Bem, eu até poderia ser, mas não sou tão viciado em ganhar. Sorri, e mais uma dúvida me surgiu. — E você? De quem é filha? Sua aura meio escura me lembrava os filhos de Phobos. Hades, um dos três grandes também tinha a ver com ela. Mas, talvez uma feiticeira? Esperei sua resposta. 

avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Dom 13 Jul 2014 - 11:51


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

David, riu quando eu falei que um dia poderia lhe dar um apelido, e disse que minha intuição era ótima e completou falando que á alguns dias atrás ele ainda era indefinido e que, ele estava morando no 'inferno' que era o chalé de Hermes - aposto que ele foi roubado assim como eu -. Logo ele falou que era filho de Poseidon e que até poderia ser filho de Niké, mas não era tão viciado em ganhar. Depois, David perguntou de quem eu era filha; meio que congelei por completo. - Eu.. bem,sabe, eu estava quase achando que eu era filha de Hermes e por isso ele não quis nem me reclamar, pois eu já estava no chalé dos filhos dele. Eu fiquei muito tempo mesmo naquele inferno de chalé esperando; Mas então, chegou o dia em que finalmente eu soube. Eu sou uma Feiticeira David.. sou Filha de Hécate. - Eu falei olhando para o céu tentando parecer tranquila. David era o único além de meus meio-irmãos - bem eu também não falava muito com eles - que já falou comigo por tanto tempo calmamente, e de algum modo eu não queria que ele fosse embora, me deixando sem ter ninguém para comversar; me deixando de algum modo 'sozinha' novamente neste acampamento. Quando olhei para David para ver sua expressão, meu elástico - que segurava meus cabelos em um rabo de cavalo - arrebentou deixando meus cabelos ruivos caírem em minhas costas; e isso tudo foi acompanhado por um vento que, começou balança-los em meu rosto, com certeza me fazendo parecer um ser sombrio. Tentei tira-los calmamente de meu rosto, mas não estava sendo fácil; Éolo só podia estar de brincadeira comigo. 

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Dom 13 Jul 2014 - 12:51

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Quando perguntei de quem era filha, Kat ficou rígida, como se a pergunta fosse algo que ela não queria ouvir. Ela explicou que também não gostava de viver no chalé de Hermes, e até pensou ser filha dele. Eu nunca a havia visto no chalé... Ou ao menos lembrava dela. O chalé de pessoas de mais, e era praticamente impossível conhecer todo mundo. Ela vacilou quando disse de quem era filha: Hécate. Katie era uma feiticeira. Minha expressão, mesmo que eu não pudesse ver, estava assustada, com certeza. Mas antes que Kat pudesse olha para mim, o elástico que segurava seus cabelos se soltou, revelando longos fios ruivos. À luz da lua que começava a se erguer - pois o sol acabara de se pôr - o cabelo esvoaçando ao vento de Kat lhe dava uma expressão fantasmagórica e má, mas mesmo assim, ela estava simplesmente... Linda! 


Katie pareceu constrangida, e ficou tentando consertar os fios de cabelos que vinham a sua frente. Me aproximei tirando um fio que entrara em sua boca.  Éolo tem um senso de humor incrível. Ri. Olhei para seus olhos verdes, mas que com a benção de Hécate pareciam arroxeados, assim como suas pálpebras e ao redor de seus olhos. — Mas este senso... ele te faz ficar deslumbrante. 

avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Dom 13 Jul 2014 - 19:33


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto eu tirava meus cabelos de meu rosto, um fio entrou em minha boca e me surpreendi ao ver David se aproximando de mim retirando-o dali. Enquanto ele tirava, eu o olhava com tamanha surpresa devido ao seu gesto; logo ele falou que Éolo tinha um senso de humor incrível e riu, enquanto eu concordei com a cabeça e ri também; David prossegui dizendo que este senso me fazia ficar deslumbrante, e na mesma hora eu soube que eu estava com as bochechas coradas.. - Obrigada.. pelo elogio e pela ajuda - Eu peguei um pedaço do me cabelo e balancei um pouco para ele saber ao que eu estava me referindo e ri. De repente notei que estava um pouco escuro e eu já podia ver uma linda lua cheia bem branca, quase ficando no centro do céu que já se encontrava negro e com varias estrelas. Lembrei, que a noite meus olhos azuis-escuros - com um toque de roxo de dia fraco e a noite forte devido, a Benção de Hécate - tomavam um tom de roxo mais forte, me fazendo ficar ainda mais, como eu poderia dizer, mais misteriosa. Ainda olhando para o céu, me deitei na grama; olhei para David e sorri.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Seg 14 Jul 2014 - 19:48

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


As bochechas de Katie coraram e ela agradeceu pela ajuda com o cabelo. Ela ficou olhando para um céu por um tempo, até que se deitou. Resolvi me deitar também. Ela olhou para mim e sorriu, e eu sorri de volta, meio constrangido. Fiquei deitado ali por um tempo, e acho que cochilei, pois acordei com uma lambida de Peleus  que por sinal era muito áspera.


Primeiro achei estranha a atitude do dragão, mas ao prestar mais atenção pude ouvir ao longe o sol do chifre ecoando, anunciando que estava na hora de irmos ao pavilhão para a janta e, logo depois, nos dirigirmos ao nossos respectivos chalés. — Bom. Disse me virando para Katie. — Parece que está na hora de irmos embora.


avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Ter 15 Jul 2014 - 22:30


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Depois que sorri para David - que deitou ao meu lado e sorriu de volta para mim, parecendo constrangido - ficamos ali deitados em silêncio até que do nada, me virei para olhar o filho de Poseidon, que vi que acabou dormindo. Fiquei olhando para ele ainda por um tempo; de repente David sorriu enquanto ainda dormia, e , isso me fez sorrir também. 

Já passado algum tempo resolvi que era a hora de acordar David - que sorriu dormindo mais umas duas vezes - mas, eu fiquei com medo de acorda-lo e assusta-lo comigo, com o jeito que eu estava.. - Peleus, você pode acordar o David pra mim?? porque se você me entende meu amigo, tenho medo de assusta-lo.. - Passei uma mão minha em frente ao meu rosto, pois talvez o Dragão pudesse 'entender' o porque eu poderia assustar David. Logo o Dragão me olhou como se me falasse que não havia problema algum, e depois lambeu David no rosto, acordando-o. Assim que David acordou, ao longe pude ouvir o som do chifre bem alto, que significava que estava na hora de ir para o pavilhão refeitório para a janta, e depois, se os campistas quisessem, poderiam ir para os seus chalés para dormir. David se virou para mim e disse quebrando o silêncio ''bom'' acompanhado depois de ''parece que está na hora de irmos embora''; desviei meu olhar de David e olhei para o céu por um instante e disse:  - Parece que sim... sabe, eu não queria sair daqui agora mas tudo bem.. - E olhei para David novamente esperando que ele se levantasse primeiro.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Qua 16 Jul 2014 - 20:26

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Ao dizer isso, Kat desviou o olhar de mim por um instante, enquanto dizia que não queria ir embora dali. Éramos dois. Eu também não estava muito afim de sair dali. Além da brisa da noite fria estar deliciosa, eu estava feliz por ter passado o final da tarde com alguém, já que eu normalmente ficava sozinho. 
Katie olhou para mim novamente, talvez esperando que eu levantasse e fosse embora primeiro. Tive uma ideia. Sabe, a gente podia voltar a se encontrar em algum lugar depois de comermos no pavilhão. Eu disse. Mas não aqui no pinheiro! À noite é muito mais perigoso. Que tal... na praia dos fogos de artifício? Sorri esperançoso enquanto esperava sua resposta. 


avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Qui 17 Jul 2014 - 17:45


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

David me surpreendeu dizendo que poderíamos nos encontrar em algum lugar depois de comermos no Pavilhão, só que não no pinheiro de Thalia pois ali a noite era muito mais perigoso, e então sugeriu que fossemos a Praia dos fogos de artificio - Claro David!! vai ser ótimo.. e além do mais, eu gosto da praia.. - Falei em um tom de voz que transmitia um pouco da felicidade boba que eu estava sentindo na hora, logo mordi meu lábio inferior ao perceber e sorri; pensei em vários motivos pra ele ter me convidado para ir a praia mas nenhum deles parecia fazer sentido. Então sentei na grama e olhei para os olhos profundamente azuis de David, querendo ver o que o filho de Poseidon faria ou falaria a seguir.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Sex 18 Jul 2014 - 19:54

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Felizmente — e até surpreeendentemente — Katie concordou ir à praia depois da janta. Ela emitiu um certo tom de felicidade, mordendo seu lábio inferior para tentar não demonstrar o que estava sentindo. Isso também me fez sorrir. Katie sentou olhando para mim. — Bom, acho que agora devemos ir... certo?! Quer dizer, não queremos nenhum centauro chamado "Quíron" morrendo de raiva por aqui... queremos? Dei uma pequena risada enquanto me levantava. Fumaça saiu das narinas de Peleus, como se ele não aguentasse mais nós dois ali. Estendi a minha mão para Kat, confiando que ela fosse aceitá-la.


avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Dom 20 Jul 2014 - 22:39


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

David achava que deveríamos ir, pois - como ele próprio disse - não íamos querer um certo centauro chamado ''Quíron'' morrendo de raiva por ali, e ele deixou a pergunta 'Queremos?' no ar e eu respondi mentalmente *Claro que não* ; logo David riu quando se levantava e eu ri também. Notei que uma certa fumaça saiu das narinas de Peleus, como se ele estivesse incomodado com nós dois ali. David estendeu a mão para me ajudar levantar; eu a aceitei e, ao ficar de pé na frente de David olhando para ele, notei que era de certo modo, bem mais baixa que ele; isso - também - de certo modo me levou a rir.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por David Crash em Seg 21 Jul 2014 - 11:17

Katie, Peleus, Pinheiros à parte...
 Ψ David Crash is son of Poseidon Ψ


Sorrio, saindo dali rumo ao pavilhão.

Off:
Vamos Logo pra essa bagaça dos Fogos de Artifício sociedade \o/



avatar
Indefinidos

Idade : 21
Mensagens : 26

Ficha Campista/Divina
Level: 7
Mascote: Leokampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Katie R. Garfield em Seg 21 Jul 2014 - 12:52


David, Pinheiro de Thalia e o Pôr-do-sol

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Saio dali atrás de David, indo para o Pavilhão.
Off:
#Partiu pra bagaça da Praia dos Fogos \o/

--------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 21
Mensagens : 23

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Ovo [Indefinido]
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Jesse Fronckowiak Lewis em Qui 30 Out 2014 - 18:53

Não fazia muito tempo que eu havia chegado ao acampamento, poderia afirmar que ainda estava um pouco perdido, e a oportunidade de conhecer algumas pessoas ainda era pequena. Seria difícil eu não esconder o fato de que estava um pouco magoado, porque eu tinha uma grande ansiedade de no mínimo me divertir com algumas pessoas pelo acampamento, e com isso a única opção seria conhecer os lugares sozinho, mesmo sabendo que no mínimo teria algum segredo que só conheceria no caso de eu me enturmasse, pelo menos eu esperava. Com sorte ainda teria algumas coisas no chalé, onde as pessoas que eu mais falava eram o pessoal de lá, mesmo que as vezes fosse alguma bronca ou algo do tipo, e também era muito legal, eu ria disso sempre que podia, e eu nem era esquisito, rir por tomar bronca. Pensei em ir ao Pinheiro de Thalia, poderia ficar olhando aquela árvore até o anoitecer sem problemas. Estava de tarde, quando saí do meu chalé notei que não faltava muito para o anoitecer, mas ainda havia alguns sinais do sol que ainda conseguia ver, então já era definido que eu deveria ir pra lá. Mesmo que eu tivesse um enorme gosto de andar, no até então curto tempo que estou no acampamento eu desenvolvi uma considerável quantidade de preguiça. — De onde foi que eu tirei isso? — Falei sozinho comigo mesmo, notando que eu já estava próximo do Pinheiro, e ao notar não tinha ninguém me fez impedir de ir pra lá, mesmo sabendo que o pinheiro era praticamente o protetor do Acampamento. — Ah, esquece, vamos lá. — Me aproximei um pouco mais, e depois me sentei no chão fitando o Pinheiro de Thalia, sorri algumas vezes, e também pensando em algumas coisas inúteis, e quando percebi que já estava de noite, volto para o meu chalé.
avatar
Filhos de Fobos

Idade : 20
Mensagens : 18

Ficha Campista/Divina
Level: 1
Mascote: Criatura Metamorfoga
Mochila:

Ver perfil do usuário http://pokeburst.forumeiros.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Arianne F. Malkovich em Ter 20 Jan 2015 - 2:30

Não sei porquê insisto em jogar o jogo idiota das barrinhas se sei que no final vou perder já que não há muita coisa que eu não fiz. Caminhei até o pinheiro de Thalia a fim de cumprir o maldito desafio, já descalça. Respirei fundo ao parar do lado da árvore e rezei mentalmente para que nenhuma harpia me pegasse ali. Comecei uma dança lenta e sensual, balançando meus quadris tirei primeiramente o casaco – que eu não fazia ideia do porque estar usando já que estava um calor infernal ali. Toquei meu cabelo e minha nuca e soltei meu rabo de cavalo bem devagar, deixando que os fios de meu cabelo caíssem naturalmente. Ainda dançando, sorri maliciosamente – para o nada q –, tirei minha blusa lentamente, ficando apenas de sutiã. Ameacei abrir o fecho do sutiã, mas no fim desisti e resolvi passar para o short. Dei uma rebolada e logo depois, abri o fecho do short e deslizei ele por minhas pernas com a rapidez de uma lesma. Deixei o short no chão e me levantei lentamente, percorrendo as mãos por minhas coxas e barriga.Virei de costas e abri o fecho do sutiã, joguei ele no chão e respirei fundo antes de tirar a última peça, que por fim resolvi não tirar já que é humilhação demais –q

Coloquei minha blusa de volta e corri de volta para o meu chalé com o resto das roupas na mão.

OFF: Desafio das barrinhas.
avatar
Filhos de Hécate

Idade : 19
Mensagens : 230

Ficha Campista/Divina
Level: 37
Mascote: Corvo Negro Infernal
Mochila:

Ver perfil do usuário http://www.little4venger.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Christina R. Lockhart em Ter 20 Jan 2015 - 17:39


❝ beauty  queen  of only  eighteen  she  had  some  trouble  with  herself -------- ❞

Christina se sentou aos pés do Pinheiro Thalia observando o Acampamento após caminhar sem rumo pela décima vez naquela semana. Faziam sete dias desde que havia sido exonerada do cargo de líder de seu chalé e desde então sentia como se algo lhe faltasse. É claro que sabia que aquele dia chegaria, e seu comportamento rebelde com algumas regras não tinham nada a ver com aquilo. O mais estranho era a forma com que estava lidando com aquilo desde então: A menina não estava triste, muito pelo contrário. Aquele era seu merecido descanso após honrados anos de serviços prestados ao Acampamento. Finalmente sentia os sintomas de sua déficit de atenção que por tanto tempo passou despercebida por se manter o tempo todo ocupada. Precisava fazer alguma coisa, se distrair, se ocupar, andar sem rumo pelo Acampamento pela décima primeira vez porque não conseguia se manter parada ou passar mais de quinze minutos descansando em seu chalé. Em outras palavras, Christina que por tanto tempo foi símbolo de alegria e prestatividade no Acampamento, se sentia inútil, e não havia mais motivos para permanecer ali.

Seu aniversário de dezoito anos havia acontecido há alguns dias, e agora ela tentava pensar no futuro e no que seria dela dali pra frente. Sabia que agora poderia deixar o Acampamento Meio-Sangue para tentar uma vida de verdade como sempre sonhou, mas ainda sim seria perigoso, sem contar o fato de que não teria pra onde ir. Talvez devesse deixar o Acampamento para se tornar uma andarilha justiceira. Viajaria sem rumo caçando monstros e fazendo justiça com as próprias mãos, vivendo aventuras. Ou talvez devesse embarcar numa jornada muito mais perigosa se candidatando em uma faculdade. Seja lá o que decidisse, teria que acontecer rápido, pois não sabia se aguentaria ficar ali no Acampamento ver o tempo passar por muito mais tempo sem enlouquecer. Como sempre, guardava tudo aquilo que sentia e pensava, e não havia conversado sobre essas coisas com ninguém, nem mesmo com Chaz e imaginava como ele reagiria. Sabia que uma hora ou outra teria que conversar com o namorado, embora ultimamente se sentisse distante dele. Na verdade, se sentia distante de todo mundo, exatamente como estava ali: observando todo o Acampamento à distância, no topo da colina. Sempre imaginara como seria para o gigante Atlas segurar o céu, mas agora compreendia que era semelhante a segurar todos os seus problemas e sentimentos sem poder fazer nada, como fazia naquele momento. 
avatar
Filhos de Dionisio

Idade : 23
Mensagens : 183

Ficha Campista/Divina
Level: 43
Mascote: Tigre Mecânico
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Chaz W. Moriarty em Qua 11 Fev 2015 - 14:15



Já havia andado uns bons quilômetros, mas ainda não me sentia cansado. Tudo estava tranquilo demais, quieto demais. Como uma maré baixa, sumindo com tudo de emocionante que acontecia no acampamento. Minha única desconfiança é que a maré baixando é perigosa, puxa pro fundo e afoga quem não sabe nadar. O que é uma péssima analogia, apesar de expressar bem meu pressentimento de que algo estava na iminência de acontecer. Foi como no ano anterior e toda aquela loucura com os romanos que prefiro não lembrar. Talvez seja melhor parar de divagar coisas sem nexo, tarefa que seria bem mais fácil se um monstro qualquer aparecesse nessa ronda estúpida.

Acho que até Quíron se cansou dessa calmaria, única explicação pra me mandar rodear os limites do acampamento em busca de alguma ameaça. Ou ele só estivesse cansado de um filho de Poseidon a toa e hiperativo implorando por alguma ação. Pra ser sincero, não estava sendo ruim. O barulho das folhas secas e galhos se quebrando quando eu passava, uma brisa fria desviando das árvores pra me atingir e o peso leve da minha espada na cintura... Melhor que qualquer terapia. Continuei andando tranquilo, tentando ser observador apesar de a todo momento ficar perdido em pensamentos, até que as árvores foram se tornando escassas dando início ao vale da entrada do acampamento.

Olhei pro topo da colina diante de mim e observei o imponente pinheiro barrando a luz do sol, deixando só alguns teimosos feixes escaparem pelos galhos. Decidi subir até o topo, treinar seria mais útil do que dar uma de guarda florestal, melhor voltar à realidade. Contudo, chegando mais perto do meu destino, vi Chris sentada na grama cheia de orvalho. Estava tão distraída que nem minhas pegadas pesadas chamaram sua atenção. Ela parecia diferente, mais cansada, ou talvez fosse um corte de cabelo que eu não sabia diferenciar do anterior. Sentei-me ao seu lado, esticando as pernas e apoiando o corpo nos antebraços. Virei o boné pra trás pra que a aba não me atrapalhasse olhar seu rosto e tentei trazer sua atenção pra mim.
- Você vem sempre por aqui? Porque eu venho muito e não me lembro de ter visto ninguém mais bonita que você. Acho que você devia namorar comigo.
Conversei despreocupado, fingindo que não a conhecia numa tentativa frustrada de xavecar. 


avatar
Filhos de Poseidon

Mensagens : 113

Ficha Campista/Divina
Level: 34
Mascote: Hipocampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Christina R. Lockhart em Qua 11 Fev 2015 - 21:20


❝ beauty  queen  of only  eighteen  she  had  some  trouble  with  herself -------- ❞

Os pensamentos de Christina viajavam para coisas aleatórias, como onde estaria naquele momento se por acaso não fosse uma meio-sangue. Obviamente, acreditava que seria completamente diferente, e talvez estivesse por ai numa faculdade ou coisa parecida, vivendo uma vida normal sem imaginar que deuses mitológicos continuavam por ai tendo filhos com mortais. Mas porque diabos ela estava pensando naquilo? Não sabia se todo mundo tinha aquele tipo de crise existencial normalmente, mas era algo novo para ela. Agora com seu tempo livre talvez pudesse descobrir o sentido da vida e começar a escrever um livro. Ou talvez escreveria um livro revelando tudo isso que os mortais não sabem que acontece bem debaixo de seus narizes.

Seus pensamentos eram tão intensos a ponto de não perceber a aproximação do namorado, que agora se acomodava ao seu lado, a paquerando como se não a conhecesse, e Christina não pôde deixar de rir. - Engraçadinho - murmurou antes de deixar um breve beijo em seus lábios. - Há quanto tempo está ai? Desculpa, eu não vi você chegar. Estava ocupada tentando descobrir o sentido da vida - Christina encolheu os ombros. Pelo menos seu instinto natural de fazer as pessoas rir ainda estava ali.

Christina esticou as pernas e deitou o corpo na grama, com a cabeça apoiada nas mãos, observando Chaz ao seu lado. Aquilo a lembrava uma noite das primeiras semanas de namoro, em que ambos fugiram de uma festa no chalé 12 e permaneceram conversando numa pedra durante toda a madrugada e fugiram pela manhã de uma harpia patrulheira. Aquilo fazia o que? Bem mais de um ano? De qualquer forma, para Christina, parecia ontem. - Se eu te perguntar uma coisa, você não vai achar muito... Estranho? - perguntou de forma proposital para gerar um mistério e uma careta no rosto de Chaz, e não pôde deixar de sorrir. - Não é nada demais. Só queria saber se você já pensou em deixar o Acampamento algum dia - encolheu os ombros novamente. - Você sabe. Rever sua avó, tentar ter uma vida normal. Ou talvez viajar sem rumo pelo país ou pelo mundo. Também seria bom - perguntou quem não quer nada, esperando uma reação positiva - ou não - do namorado.  
avatar
Filhos de Dionisio

Idade : 23
Mensagens : 183

Ficha Campista/Divina
Level: 43
Mascote: Tigre Mecânico
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Chaz W. Moriarty em Sex 13 Fev 2015 - 1:15



Olhei pra Chris desconfiado apesar de rir de suas palavras, ela está muito nova pra ter uma crise de meia idade tentando descobrir o sentido da vida. Soou como brincadeira, mas ela estava reflexiva o bastante pra que fosse verdade. O papo foi pra um lado ainda mais esdrúxulo quando ela veio querendo "me perguntar algo estranho". Não fazia ideia do que seria, mas coisa boa não devia ser. Ela riu, provavelmente da minha expressão relutante, o que acabou por suavizar o clima. Cruzei as pernas esticadas enquanto escutava atentamente suas indagações e demorei um pouco pra deixar a ficha cair sobre onde aquele assunto levaria. - Ah... - comecei tentando esconder minha surpresa - Pra ser sincero, nunca pensei sobre isso. Sempre pensei que morreria cedo. Foram muitos "quase", entende?

Sendo um semideus, filho de quem sou, é recorrente tentativas de me mandar pro Tártaro. Tenho sorte por continuar vivo e durei mais do que eu pensava que duraria. Por isso, não fiz nenhum plano, fui deixando a vida me levar. Mas agora, com ela colocando o preto no branco... Eu não fazia ideia do que iria fazer com a minha vida. De fato, não poderia continuar por muito mais tempo no acampamento e viver fora dele não é seguro pra quem está comigo. - Não consigo me imaginar fora desse mundo, viver como os outros deve ser tão sem graça... Mas realmente não sei. Quer dizer, tem a universidade da cidade de NY, não é tão longe e... - joguei pra fora sem filtro o que vinha na minha mente, me repreendendo quando percebi que falava demais.

Ela quer sair. E eu não posso argumentar contra, porque Chris tem razão. Tirei o boné da cabeça e o joguei na grama, passando a mão no cabelo pra tentar ajeitá-lo. Analisando a situação, a garota do meu lado sairia daqui pra se tornar presidente ou algo do gênero, enquanto eu ainda me preocupo com minha próxima missão. - O que você vai fazer? - perguntei por fim, curioso. No final das contas, era isso que importava, a decisão dela. Já devia estar tudo resolvido e agora só faltava me comunicar. 

avatar
Filhos de Poseidon

Mensagens : 113

Ficha Campista/Divina
Level: 34
Mascote: Hipocampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Christina R. Lockhart em Sex 13 Fev 2015 - 18:49


❝ beauty  queen  of only  eighteen  she  had  some  trouble  with  herself -------- ❞

Christina ouviu atentamente as palavras de Chaz, e concluiu que para alguém que nunca tinha pensado no assunto, ele tinha planos demais. Ela também tinha, mas não os levava a sério, considerando que um era mais improvável do que o outro. Mas só se deu conta disso quando o garoto perguntou o que ela iria fazer. - O que te faz pensar que eu tenho um plano? - fez uma careta. Bem, ela sempre tinha um plano, mas aquilo era uma exceção. - De imediato não pretendo fazer nada, só estou pensando em opções. A verdade é que por mais que eu quisesse, essa vida normal não é pra mim - disse num tom de lamentação, considerando que saindo dali, ela não tinha sequer pra onde ir naquele país, voltar a viver com a mãe não era uma opção.

Chaz de repente indagou o porque daqueles pensamentos repentinos de Chris, e ela não se surpreendeu com a pergunta. Christina suspirou enquanto erguia o corpo e voltou para a posição original, sentada na grama abraçando os próprios joelhos, observando o horizonte enquanto falava. - Não me sinto mais útil por aqui, Chaz. - confessou - Nem sequer bem vinda. Me sinto um desperdício de espaço - sua voz falhou, e ela foi obrigada e engolir um nó na garganta e piscar algumas vezes. Colocar seus sentimentos em palavras a surpreendeu por soar pior do que ela sentia. Não quis falar muito mais que aquilo, mas acrescentaria que não sabia se aguentaria aquele sentimento por muito tempo ou era passageiro. Tudo aquilo que sentia sobre esse assunto parecia patético para si mesma, como frescura de menina mimada. Mas ainda sim era forte a ponto de fazer seus olhos ameaçar embaçar.  

- Mas e então? - suspirou, voltando a se virar para o namorado. - Faculdade em New York, hein? É uma aventura e tanto - sorriu, recuperando ou tentando recuperar a habitual alegria na voz - Monstros? Nah! Não são nada para Chaz Moriarty. Precisa de uma aventura digna de herói em busca do diploma - brincou. Chris imaginava que talvez Chaz tivesse razão. Alguns conciliam faculdade e trabalho, e talvez ele pudesse conciliar a faculdade e a vida no acampamento. O que a amedrontava era imaginar ficar longe dele por muito tempo - de novo -, mas não queria de forma alguma impedi-lo de fazer o que queria. Por isso, esperava que até o fim daquela conversa eles pudessem chegar à uma conclusão e tomar uma decisão juntos.
avatar
Filhos de Dionisio

Idade : 23
Mensagens : 183

Ficha Campista/Divina
Level: 43
Mascote: Tigre Mecânico
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Chaz W. Moriarty em Dom 22 Fev 2015 - 23:09



Enquanto escutava Chris, observei a vista maravilhosa do acampamento que tinha daquele ponto. Era possível ver praticamente tudo: o lago onde tantas vezes dormi nas canoas que boiavam soltas, os vastos campos de morango em que trabalhava pra juntar uns dracmas e até mesmo meu chalé, pouco povoado e ainda assim acolhedor com sua decoração "temática" de "procurando o Nemo". Era difícil bater a real de que talvez ela estivesse certa e nenhum dos dois fosse tão úteis quanto antes. Ainda assim, Chris com sua liderança nata está sempre a frente mesmo não estando no posto de conselheira, o que deixa esse sentimento um pouco confuso pra minha compreensão. - Você nunca seria um desperdício de espaço. - disse levemente indignado por ela pensar dessa maneira. Só sua presença é tão forte e cativante que não há nada de desperdício nisso.


O clima ficou mais leve com a brincadeira de Chris me associando a um diploma. Não era bem isso que eu tinha pensado quando sugeri a universidade. - Eu pensei que talvez você quisesse um diploma, virar alguma figurona no cenário político norte americano, sei lá... - respondi entre risos. - Por mim, eu vivo do que a natureza me dá e vendo minha arte da praia. - dei de ombros indiferente. Voltando a olhar a vista do acampamento, observei um pégaso planando no ar, como um avião da parada de 4 de julho, indo pousar ao chamado de algum campista.
- Vamos viajar. Aqui está tudo sob controle, acho que tudo bem nos ausentar. A gente pode fazer um mochilão pelo país, matar uns monstros ao estilo sr. e sra. Smith e ver no que dá. - sugeri com o tom de voz calmo. Nunca tinha feito nada parecido antes, sempre agi a mando dos deuses e de Quíron e nunca por conta própria. Mas se ela fosse comigo, seria uma aventura que valeria a pena.

avatar
Filhos de Poseidon

Mensagens : 113

Ficha Campista/Divina
Level: 34
Mascote: Hipocampo
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pinheiro de Thalia

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Aliados e ParceirosCréditos e Copyright©
:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Wild Scream RPG RPG Hogwarts Todos os direitos reservados a Monte Olimpus RPG® 2011-2016